Dia a dia

Indígenas venezuelanos realizam ritual de purificação em inauguração de abrigo

Os venezuelanos começaram a ser transferidos para o local nesta quinta – Fotos: Márcio Melo

Os imigrantes indígenas venezuelanos da etnia Warao realizaram, nesta quinta-feira (1º), um ritual de purificação chamado Hojokitane. Nesta tarde, cerca de 260 chegam ao prédio onde vai funcionar o Serviço de Acolhimento Institucional de Adultos e Famílias, na Alameda Cosme Ferreira, s/nº bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

O ritual foi realizado por um grupo de Waraos que estava acampado no entorno do Terminal Rodoviário de Manaus e foi comandado por três pajés, segundo a assessora técnica da Fundação Estadual do Índio Yauwara Maruana. A celebração teve o objetivo de purificar e pedir bênçãos e saúde ao local, que tem capacidade de abrigar 300 pessoas.

Por volta das 16h, um ônibus com cerca de 45 pessoas chegou trazendo algumas famílias. Um caminhão baú trouxe os pertences dos imigrantes. Até o final da tarde de hoje está prevista a chegada de mais dois ônibus trazendo os outros indígenas.

A secretária da Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Graça Prola, informou que uma ação conjunta com outras secretarias vai atender os venezuelanos, em relação a documentação, prestação de serviços de saúde e alimentação.

“Esse é o início de uma nova etapa do processo que começou em dezembro, com toda a assistência e acolhimento de acordo com as demandas emergenciais e política social de assistência”.

Ainda de acordo com a secretária, em Manaus já chegaram 484 Waraos. Sendo que 264 vão ficar instalados no Coroado e mais de 200 estão abrigados em cinco casas no Centro da capital amazonense.

Bruna Chagas

EM TEMPO

1 Comment

1 Comment

  1. Julio Cesar Peretto

    1 de junho de 2017 at 21:49

    Tudo com o dinheiro de impostos do povo do Amazonas, enquanto isso irmãos nossos, tem as casas queimadas com tudo dentro na invasão, famílias brasileiras Amazonenses, vivem por trás da feira do Coroado ( bem em frente a este prédio reformado ) em condições deploráveis, vivendo de esmolas, vendo os conterrâneos comerem na feira e não ter direito a um simples pedaço de pão com uma criança no colo. Nojo desta demagogia de políticos que querem passar como bonzinhos com estranhos e deixam sua gente na mingua , e se duvidar, já estão providenciando título de eleitor para eles. Nada contra imigrantes, mas, votaram no PT de lá , se fuderam e vem tirar alimento do nosso povo ? que isto sirva de exemplo para estes esquerdopatas iludidos e sempre dependentes, falei !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir