Dia a dia

Indicativo de greve dos rodoviários está mantido, mas TRT determina que 70% da frota devem rodar

Na última greve em Manaus, milhares de amazonenses ficaram prejudicados - foto: Luana Dávila

Na última greve em Manaus, milhares de amazonenses ficaram prejudicados – foto: Luana Dávila

Após anunciar possível paralisação para a próxima segunda-feira (7), por conta de atraso nos salários e benefícios trabalhistas, os rodoviários anunciaram que irão aguardar até este domingo uma posição dos empresários do transporte público sobre o pagamento. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), representantes de empresas do transporte coletivo alegam dificuldades financeiras e pressionam por aumento na tarifa.

Por conta da movimentação dos rodoviários, ainda na tarde de sexta-feira (4), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acatou pedido do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e estabeleceu que 70% da frota opere normalmente.

O vice-presidente do STTRM, Josildo Oliveira, informou que tanto os trabalhadores da categoria quanto os empresários participaram de uma assembleia realizada também na sexta-feira (4), mas, para chegarem a um consenso, e aguardam um posicionamento do prefeito Artur Neto.

“Tudo está atrasado, não só os vencimentos. Os empresários dizem que estão com dificuldades financeiras e que não estão recebendo o subsídio prometido pela administração pública. A gente só quer o pagamento em dia, pois não é da nossa vontade prejudicar a população”, disse Oliveira.

Conforme o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), apesar de as empresas concessionárias não estarem recebendo repasse do subsídio, os vencimentos dos funcionários estão sendo pagos em dia.

Em nota, a Prefeitura de Manaus informou que não há nenhum atraso na regularidade dos pagamentos.

O último repasse, referente ao mês de outubro, foi realizado no dia 11 de novembro. A secretaria informa ainda que, no próximo dia 10, estão previstos os repasses referentes aos meses de novembro e dezembro, no valor de R$ 1,296 milhão cada.

Por Cecília Siqueira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir