Sem categoria

Incêndio de grandes proporções destrói casa e lanche na Praça 14

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo teria iniciado na fiação elétrica da casa - foto: Josemar Antunes/EM TEMPO

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo teria iniciado na fiação elétrica da casa – foto: Josemar Antunes/EM TEMPO

Um incêndio de grandes proporções consumiu totalmente uma residência e um lanche no início da noite desta terça-feira (30), na rua Afonso Pena, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Centro-Sul de Manaus.

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros, Andrey Barbosa, o fogo teria iniciado na fiação elétrica da casa.

“Ainda não sabemos o certo o que realmente provocou o incêndio, mas a causa mais provável pode ter sido um curto-circuito que se iniciou dentro de um quarto da residência”, explicou o capitão Andrey.

O fogo se alastrou rapidamente consumindo os sete compartimentos do imóvel e mais uma lanchonete próximo a residência, conhecida como ‘Lanche da Laura’, que funcionava em frente ao Ambulatório Araújo Lima, anexo do Hospital Universitário Getúlio Vargas. Ninguém ficou ferido.

O fogo se alastrou rapidamente consumindo os sete compartimentos do imóvel - foto: Josemar Antunes/EM TEMPO

O fogo se alastrou rapidamente consumindo os sete compartimentos do imóvel – foto: Josemar Antunes/EM TEMPO

No momento do incêndio não havia ninguém na casa e no lanche. Segundo a proprietária do imóvel ao lado da casa atingida, Isabela Gama, 18, que assistia a um programa de televisão com a família, quando foram avisados por populares sobre o incêndio.

“Assim que vimos o fogo saímos rapidamente da casa. Graças a Deus minha a casa nossa não foi atingida e ninguém se feriu”, disse a jovem.

Os proprietários do lanche estavam abalados e não quiseram comentar o incidente.

O proprietário da casa que foi destruída pelas chamas, e que preferiu não se identificar, informou que chegou a sofrer queimaduras no braço ao tentar salvar os objetos do imóvel e retirar os vizinhos da casa ao lado.

“Até agora não sabemos o que aconteceu. Vamos aguardar o laudo da perícia para recomeçar e superar com ajuda de amigos e da família esta situação que nos pegou de surpresa”, lamentou.

Durante a ocorrência, quatro viaturas dos bombeiros, sendo três caminhões e um carro de apoio foi deslocado para o combate às chamas. Ao todo 15 mil litros de água foram gastos na ação de controle das chamas e rescaldo.

Policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) fizeram o isolamento do local.

 

Por Josemar Antunes (especial EM TEMPO).

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir