País

Incêndio atinge prédio da Chesf no Recife

A estação de tratamento de óleo foi modernizada há cerca de 4 anos, com investimento de R$ 1 milhão - foto: Agência Brasil

A estação de tratamento de óleo foi modernizada há cerca de 4 anos, com investimento de R$ 1 milhão – foto: Agência Brasil

Um incêndio de grandes proporções atinge neste momento a Estação de Tratamento de Óleo da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), no bairro do Bongi, no Recife. Doze viaturas do Corpo de Bombeiros tentam controlar as chamas.

De acordo com o presidente da Chesf, José Carlos Miranda, a estação armazena cerca de 150 mil litros de óleo isolante usado para proteger transformadores. No local, a substância é tratada para ser reutilizada pela empresa e é armazenada em quatro tanques grandes e dez pequenos.

Ao lado da estação fica a primeira subestação da Chesf, que fornece energia para boa parte do Recife, como os bairros da zona sul e do centro da capital pernambucana. O incêndio não atinge a rede de transmissão de energia porque, segundo o presidente, o óleo é armazenado de forma isolada dos demais setores. “Não vai haver corte de energia elétrica, porque a estação está a uma distância segura da subestação, e a temperatura de operação da subestação está normal”.

O Corpo de Bombeiros e a Chesf afirmaram que não há feridos no acidente, e que não existe a possibilidade das labaredas atingirem a vizinhança. Todos os 40 funcionários da área e de setores próximos foram retirados, assim como os veículos.

A Escola Dom Bosco de Artes e Ofícios e a Faculdade Estácio do Recife, que ficam em frente ao local do incêndio, também foram evacuadas, e a rua localizada entre as instituições de ensino e a estação foi interditada pelos bombeiros.

De acordo com José Carlos Miranda, ainda não há informações sobre a causa do incêndio. “Vamos investigar assim que o incêndio for controlado e pudermos entrar na área”.

A estação de tratamento de óleo foi modernizada há cerca de 4 anos, com investimento de R$ 1 milhão. Somado com o valor necessário para a recuperação da estrutura física, tanques e demais equipamentos, o prejuízo estimado, por enquanto, é de cerca de R$ 2 milhões.

O local terá de ser reconstruído. Durante o período, a Chesf informou que vai tratar o óleo dos transformadores em outras centrais do Nordeste e também em unidades móveis. “Não haverá prejuízo algum para a região, a não ser o material, para refazer tudo”, disse José Carlos.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir