País

Inca retoma exames para pacientes com leucemia mieloide de outras unidades

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), no Rio de Janeiro, retomou nesta quarta-feira (8) exames em pacientes portadores de leucemia mieloide crônica e aguda que não estejam internados no órgão. A leucemia mieloide crônica é um tipo de câncer do sangue, causado por uma alteração no DNA das células-tronco.

A direção do Inca informou que os exames foram suspensos por uma semana apenas para pacientes de outras unidades de saúde até que fossem regularizados os processos licitatórios para compra de materiais.

De forma gradual, serão restabelecidos todos os exames de imunofenotipagem, citogenética e biologia molecular exames, de acordo com o recebimento do material comprado. Segundo o instituto, esses exames para pacientes de outras instituições faz parte de uma política de cooperação e auxilio.

Criado em 1989, o laboratório para atender necessidades de pacientes do Centro de Transplante de Medula Óssea tem 12 leitos. Desde 2007, pacientes de hospitais públicos passaram a realizar alguns exames na unidade.

A demanda daquele ano foi de 5 mil exames, chegando a cerca de 55 mil em 2014. Desses, aproximadamente 40% foram realizados em pacientes de outras instituições. Em junho de 2015, a parcela de atendimento a pacientes fora do Inca alcançou 55%.

Na semana passada, foram convocados 558 aprovados em concurso público, de modo a diminuir o déficit de recursos humanos nas cinco unidades do Inca.

 

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir