Dia a dia

Inaugurado edifício-garagem com capacidade para 270 vagas

o motorista não ficará na dúvida em qual pavimento estacionou seu veículo, porque "cada andar do prédio foi pintado de uma cor - foto: divulgação

o motorista não ficará na dúvida em qual pavimento estacionou seu veículo, porque “cada andar do prédio foi pintado de uma cor – foto: divulgação

Trinta anos depois da construção do Fórum Ministro Henoch Reis, a presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), desembargadora Graça Figueiredo, resolveu definitivamente o problema de estacionamento do local, inaugurando nesta quarta-feira, 27, o edifício-garagem Motorista Pedro Paulo Tavares Costa, com capacidade para 270 vagas, distribuídas em seis pavimentos.

O nome do edifício é uma homenagem ao motorista do Tjam, assassinado no dia 5 de janeiro de 2012, durante um assalto, dentro de uma lavanderia localizada na rua Pará, no Vieiralves, Zona Centro Sul de Manaus. À época, Pedro era motorista da desembargadora.

“ O ex-servidor Pedro Paulo era um homem batalhador, honesto, prestativo e respeitador. Era um excelente funcionário que por vários anos atuou com zelo e dedicação em seu ofício, cumpridor de seus deveres, um servidor pontual e assíduo”, disse a desembargadora diante dos familiares do motorista que compareceram à solenidade. Entre eles a viúva, Adriana Kitsinger Costa; os pais Francisco Tavares e Darcy Tavares; os filhos Marcos Paulo, Ana Beatriz, Paulo Henrique e Ana Pietra, além do irmão, Luís Otávio.

Graça Figueiredo lembrou que o Fórum Henoch Reis foi construído há aproximadamente 30 anos, quando a população da capital amazonense era em torno de 900 mil habitantes. “Atualmente, Manaus é uma cidade com uma população de 2,5 milhões de habitantes, o que aumenta o número de pessoas que circulam no fórum, tornado impraticável estacionar seus carros em torno do prédio.

“Um edifício-garagem já se faz necessário há diversos anos, contudo, há 25 anos nenhuma obra de grande porte foi destinada ao Fórum Henoch Reis, que hoje abriga 62 varas –, avaliou a presidente”.

Posteriormente, o edifício receberá dois elevadores, com capacidade total para 16 pessoas.

Graça explicou que, após a construção da obra do Fórum Cível Desembargadora Euza Maria Naice de Vasconcellos, outro grandioso projeto de sua administração que está em fase de conclusão – mais 250 vagas ficarão à disponíveis para os servidores, totalizando 520 vagas.

Por parte da família, falou a filha de Pedro, Ana Beatriz, que traduziu o pai como um ser humano alegre, carinhoso “e que contagiava todos nós quando chegava em casa”.

“O que dizer do meu pai? Era um homem bom, justo e trabalhador, e por isso está recebendo essa linda homenagem”, disse a adolescente de 14 anos.

Após o descerramento da placa, o edifício-garagem recebeu a benção do Padre Leudo Campos – pároco da paróquia Mãe da Misericórdia e do pastor evangélico Marcos José de Freitas, da igreja Pentecostal. A placa foi descerrada pela presidente do TJAM em companhia da desembargadora Socorro Guedes e dos familiares do motorista Pedro Paulo.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir