Dia a dia

Iluminação da ponte Rio Negro segue indefinida

 

Segundo relatos de condutores e pedestres que circulam pelo local, a escuridão na entrada da ponte Rio Negro vem facilitando ações de criminoso – foto: Diego Jatanã

Segundo relatos de condutores e pedestres que circulam pelo local, a escuridão na entrada da ponte Rio Negro vem facilitando ações de criminoso – foto: Diego Jatanã

A ponte Rio Negro, localizada na Zona Oeste, que está com a iluminação desativada desde o início do ano, deverá permanecer desta forma, por tempo intermediando, durante o período noturno. Isso porque os órgãos responsáveis pelo sistema de iluminação cênica, náutica e de pista não conseguem divulgar uma previsão de quando o problema será resolvido.

Questionada sobre o caso, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM), responsável por parte da iluminação no local, informou que, por questões de orçamento, o órgão não pode efetuar o pagamento da empresa terceirizada que presta os serviços de manutenção de iluminação da ponte. Portanto, a mesma está impossibilitada de executar os reparos necessários para solucionar o problema.

Já a Unidade Gestora de Projetos Municipais de Abastecimento de Energia Elétrica (UGPM Energia), ao ser questionada sobre a iluminação da pista, destaca que a responsabilidade pela iluminação da ponte sobre o rio Negro é de competência do Estado. De acordo com o coordenador da UGPM Energia, Rafael Assayag, a ponte é intermunicipal. A sua área de construção transcende o município de Manaus. Desse modo, tanto a sua construção quanto a sua operação e manutenção são de competência total e exclusiva do governo do Estado.

Segurança

Outra situação que vem sendo motivo de diversas reclamações dos condutores e pedestres que circulam pelo local é a falta de segurança. A escuridão vem facilitando ações criminosas no local, segundo relatos de populares.

“Os criminosos aproveitam que não existe ronda policial pela ponte, principalmente na parte central da estrutura, para jogar pedras nos para-brisas dos veículos, com isso os condutores param o carro e, ao saírem, são assaltados. Também pedestres que praticam esporte e outras atividades no espaço viram alvo dos bandidos. Desde que a ponte ficou sem iluminação, a criminalidade no local aumentou”, declara uma moradora da área, que preferiu se identificar apenas como “Priscila”.

Proteção

Por meio de nota, a Polícia Militar do Amazonas, diante das denúncias a despeito da falta de iluminação pública na ponte Rio Negro, esclarece que durante a noite transitam pelo local equipes policiais nos dois acessos, ou seja, em Manaus e no lado do município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus), cuja finalidade é justamente dar segurança e proteção a todos.

Segundo a nota, em caso de assaltos, tentativas de assalto, agressões ou qualquer outra infração, mesmo as suspeitas de tais procedimentos, os transeuntes motorizados ou a pé devem se dirigir a duas unidades militares e ainda acionar o número 190 para fazer a denúncia.

A corporação também disponibiliza o número (92) 98842-1891 para contato, além da linha direta da 8ª Companhia Interativa comunitária (Cicom) 98842-1577. Pelo lado do município de Iranduba, os contatos devem ser pelos números (92) 3367-1035/3367-1162/3367-2824 ou diretamente no endereço da unidade policial militar, situada na rodovia Manoel Urbano, quilômetro 1.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir