Dia a dia

Hospital Adriano Jorge realiza primeira cirurgia neurológica de alta complexidade

A beneficiada foi uma paciente que sofreu AVC e estava internada no HPS João Lúcio – foto: divulgação

A beneficiada foi uma paciente que sofreu AVC e estava internada no HPS João Lúcio – foto: divulgação

A Fundação Hospital Adriano Jorge (Fhaj) realizou neste fim de semana a primeira cirurgia neurológica de alta complexidade da história da instituição. A beneficiada pelo procedimento foi uma paciente de 31 anos, que sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e estava internada no Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Machado, sendo acompanhada pelo serviço de neurologia da unidade de urgência.

O titular da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), Pedro Elias de Souza, disse que a parceria entre as duas unidades da rede estadual é mais uma medida destinada a agilizar o atendimento aos pacientes internados, que necessitam de procedimentos cirúrgicos. Até aqui, os pacientes com indicação de clipagem de aneurisma cerebral, caso da pessoa operada no Adriano Jorge, realizavam o procedimento no Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) – unidade da Universidade Federal do Amazonas conveniada ao SUS – ou eram atendidas pelo serviço de Hemodinâmica da Fundação do Coração Francisca Mendes, para embolização do aneurisma.

“Estamos preparando o Hospital João Lúcio, com a aquisição de novos equipamentos e, em breve, a clipagem de aneurisma cerebral poderá ser feita na própria unidade. Enquanto finalizamos este processo, teremos o reforço da Fundação Adriano Jorge que dispõe de equipamentos que permitem atender esta demanda”, destacou o Pedro Elias.

O diretor-presidente da Fhaj, Alexandre Bichara, explica que a parceria prevê que o Adriano Jorge disponibilize a sua estrutura (centro cirúrgico, equipamentos e equipe de enfermagem) para a realização das cirurgias. Os procedimentos são executados pela equipe de neurocirurgiões do HPS João Lúcio. “Nos organizamos para permitir que, aos sábados, a agenda de procedimentos do nosso centro cirúrgico inclua o atendimento a pacientes da neurocirurgia do João Lúcio. Esta parceria representa um ganho importante para os pacientes que aguardam pelo procedimento”, disse Bichara.

Segundo o diretor do HPS João Lúcio, José Jorge Pinheiro, a expectativa é que, num prazo de dois meses, a unidade passe a realizar a clipagem de aneurisma. “O processo de compra do microscópio especial que nos permitirá realizar o procedimento já está bastante avançado”, disse José Jorge.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir