Eleições 2016

Horário eleitoral gratuito sem novidades para os manauaras

Na propaganda eleitoral do candidato Arthur Neto, houve justificativa da aliança firmada com o partido PMDB - foto: divulgação

Na propaganda eleitoral do candidato Arthur Neto, houve justificativa da aliança firmada com o partido PMDB – foto: divulgação

O primeiro programa eleitoral gratuito veiculado em cadeia de rádio e televisão, nesta sexta-feira (26), não atendeu às expectativas de muitos eleitores que pararam dez minutos para assistir à propaganda. Na estreia dos nove candidatos a prefeito, a temática girou em torno de suas trajetórias políticas e de suas propostas para Manaus, caso sejam eleitos.


A reportagem do EM TEMPO foi às ruas ouvir a opinião da população que viu e ouviu o programa na TV ou na rádio. A maioria questionou a repetição das mesmas propostas de sempre, não realizadas, e outros afirmaram que precisam ver mais para definir quem tem o melhor projeto para a cidade. “As propostas são praticamente as mesmas, mas com nomes diferentes. O transporte coletivo, dizem que vão resolver e nunca resolvem, e sobre saúde básica, então, estão repetindo o que sempre falam e ninguém acredita mais se irá acontecer. Não sei ainda em quem votar”, ressaltou o comerciante Adenilson José dos Santos.

No primeiro dia, os candidatos que têm pouco tempo na televisão não aproveitaram muito para apresentar de forma abrangente o seu plano de governo, como o vice-governador licenciado, Henrique Oliveira (SDD). Com apenas 25 segundos de tempo, abordou suas propostas de forma sucinta, falando que ‘com pouco se faz muito’. Já o candidato Marcos Queiroz (Psol) nem sequer apareceu no vídeo, que deu lugar apenas a uma tela azul, com o nome da sua coligação e partido. O candidato Luiz Castro (Rede) apareceu questionando o telespectador sobre votar em outros candidatos, de partidos ligados a escândalos nacionais, como a Lava Jato. Em seguida, pediu o voto.
Hissa Abrahão (PDT) apareceu contando toda a sua trajetória política e que, com isso, está mais preparado para ser o prefeito, propondo ‘propostas verdadeiras e não ilusões’.

Os candidatos que tiveram um tempo a mais, variando de 40 segundos a um minuto, focaram nos feitos realizados, com os seus respectivos cargos políticos, como o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), que apareceu falando dos seus projetos implantados, como o Passa-Fácil no transporte público, quando era prefeito de Manaus. O mesmo fez o deputado estadual José Ricardo (PT), que mostrou à população um pouco da sua história, quando era picolezeiro, até os trabalhos realizados como parlamentar. Por fim, ele pareceu junto ao seu vice, Yann Evanovich (PCdoB), em cima da sua Kombi, falando da sua proposta para o transporte público.

Nos seus 43 segundos de propaganda, Silas Câmara (PRB) mostrou os cinco mandatos consecutivos de deputado federal, sendo também o mais votado. No decorrer do programa, ele apareceu falando das propostas para Manaus e deu destaque às quatro subprefeituras que planeja criar. Já as campanhas dos dois candidatos que lideram as pesquisas, Arthur Neto (PSDB) e Marcelo Ramos (PR), tiveram o mesmo formato de programa, em que os dois aparecem como locutores, contando as suas histórias. Ramos intitulou o seu programa como ‘esperança’ para educação e saúde. Já o tucano aproveitou para justificar a sua aliança com o PMDB, em seguida apresentando o vice, Marcos Rotta (PMDB), dizendo que “nossas diferenças são menores que Manaus”.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir