Dia a dia

Homem que matou cunhada confessa romance com ela e que a decapitou ainda com vida

O homem foi autuado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver - foto: divulgação

O homem foi autuado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver – foto: divulgação

O ajudante de pedreiro Wilson Conceição da Silva, 24, confessou nesta quarta-feira (15) que matou a cunhada, a catadora de latinha Rosiane Pereira da Costa, porque ela ameaçou contar para a esposa que ambos tinham um caso.

“Matei minha cunhada porque vivia querendo se ‘meter’ na minha vida e ameaçou contar para minha mulher do caso que a gente tinha. Ela ainda estava viva quando cortei a cabeça dela. Não sei porque fiz isso, eu surtei”, declarou o ajudante de pedreiro.

A vítima foi decapitada ainda viva por Wilson no mês de maio deste ano, em um matagal, no bairro Tarumã, Zona Oeste. O acusado foi preso na noite de segunda-feira (13), na residência dele, mesmo bairro.

Em depoimento, Wilson revelou que chegou a manter relações sexuais com a vítima na casa onde morava com a esposa. “Nós só ficamos uma vez, mas faz muitos anos. Eu disse que um mototaxista, amante dela, queria conversar e a chamei para o matagal. Ela infernizava minha vida e não conseguia ser feliz com a minha mulher”.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, Wilson é um assassino cruel e se mostrou frio em todo tempo que prestava depoimento. Quanto a cabeça da vítima e o facão, o acusado afirmou que jogou no rio. “Nossa equipe falou com um pescador que afirmou ter visto  a cabeça da vítima, há 10 dias, em um lago  próximo. O pescador ficou com medo e chamou alguns conhecidos, mas quando voltaram lá, não encontraram mais nada”, informou.

O acusado, autuado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver foi levado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir