Dia a dia

Homem que matou carpinteiro em assalto a coletivo diz que roubou para fazer festa da filha de 3 anos

Erico será indiciado por latrocínio e após os procedimentos será levado para a Cadeia Pública - foto: divulgação/PC

Erico será indiciado por latrocínio e após os procedimentos será levado para a Cadeia Pública – foto: divulgação/PC

Erico Rodrigues da Silva, 22, conhecido como ‘Taz-Mania’, foi apresentado na manhã desta terça-feira (23), na sede da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), como o autor do latrocino (Roubo seguido de Morte), que vitimou o carpinteiro Waldenire Justino da Silva, 32.

O crime ocorreu dia 18 de julho deste ano, por volta das 19h, na avenida Coronel Teixeira, Zona Oeste de Manaus, durante um assalto no coletivo da linha 678. O autor confessou que o roubo era para cobrir gastos com o aniversário da filha.

Erico se apresentou no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na última quinta-feira (18), e na ocasião foi cumprido mandado de prisão preventiva expedido no dia 28 de julho deste ano, pela juíza do plantão criminal Andrea Jane Silva de Medeiros.

De acordo com o delegado titular da Derfd, Adriano Felix, no dia do crime, Erico e outros três criminosos invadiram o ônibus da linha 678 e anunciaram o roubo. A vítima, que estava sentada próximo ao cobrador, tentou fugir pulando a catraca, mas o suspeito acabou atitando e o disparo atingiu a nuca de Waldenire Justino.

Após cometer o crime, o bando fugiu a pé, em direção ao bairro Santo Agostinho, também na Zona Oeste, levando dinheiro e pertencentes de passageiros dentro de uma sacola. Os comparsas de Erico continuam foragidos.

O carpinteiro chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos.

Durante a coletiva de imprensa, o suspeito confessou o crime e disse que efetuou o roubo para poder fazer a festa de aniversário de 3 anos da filha dele. Ele disse ainda que a intenção não era matar ninguém.

Erico será indiciado por latrocínio e após os procedimentos será levado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir