Dia a dia

Homem que matou a esposa por ciúmes é preso em Berurí, no Amazonas

Leomar foi preso com o apoio da 80° Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Berurí - AM - foto: Joandres Xavier

Leomar foi preso com o apoio da 80° Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Berurí – AM – foto: Joandres Xavier

Leomar José da Silva, 38, foi apresentado na tarde desta terça-feira (04), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), suspeito do homicídio da própria esposa, Yone Alexandre da Silva, 37, em 28 de setembro de 2014 por motivos passionais.

irma

Rosely disse que a irmã nunca alertou a família sobre os problemas com o marido, pois todos teriam ajudado – foto: Joandres Xavier

O crime aconteceu na  residência do casal, por volta das 19h, na rua Crispim, bairro Colônia Santo Antônio,  Zona Norte. Leomar estava em casa com a esposa quando desferiu quatro facadas nas costas da mesma, que ainda se arrastou pelo chão até uma vizinha vê-la ferida e acionar as autoridades. Yone chegou a ser levada ao Hospital Platão Araújo,  Zona Leste, mas morreu na unidade hospitalar. Enquanto  isso, Leomar fugia do local com uma moto.

O mandado de prisão foi expedido no dia 18 de março deste ano pelo Juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2° vara do Tribunal do Júri, após denúncias anônimas informando que o suspeito estaria no município de Berurí (a 173 quilômetros da capital). O homem foi preso com o apoio da 80° Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

A detenção aconteceu em via pública, no Centro de Berurí, na manhã da última sexta-feira (01). “Minha irmã não merecia ter morrido assim. Ela não falava nada pra família que ele era agressivo. Se nos soubéssemos, teríamos lhe ajudado. Ele  fingia ser calmo na nossa frente”, disse a irmã da vítima, Rosely Alexandre.

O casal tem uma filha de 6 anos, que vai ficar na guarda da avó materna. A vítima trabalhava como operadora de máquina no Distrito Industrial, Zona Sul, o que fazia com que Yone chegasse tarde em casa e despertasse o ciúme do marido, que suspeitava de traição.
Leomar, autuado por homicídio qualificado,  será  encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro,  onde ficará à disposição da Justiça.

Por Joandres Xavier (especial EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir