Sem categoria

Homem empurra a esposa grávida e acaba baleado por mototaxistas na avenida Itaúba

Depois de baleada a própria vítima dirigiu 900 metros até o pronto-socorro Platão Araújo, onde morreu pela tarde - foto: divulgação

Depois de baleada a própria vítima dirigiu 900 metros até o pronto-socorro Platão Araújo, onde morreu pela tarde – foto: Josemar Antunes

Após discutir com sua companheira grávida, cujo nome não foi revelado, Demmys Ruosso Thomes da Costa, 22, foi baleado com dois tiros por um grupo de mototaxistas, quando trafegava em um carro, junto com seu irmão César Rodrigues Souza Cruz, 27, que também foi atingido com dois tiros. O crime ocorreu na avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, por volta das 5h30 deste domingo (7). Depois de baleados, Demmys dirigiu 900 metros até o pronto-socorro Platão Araújo, na Zona Leste, e morreu no meio da tarde.  

De acordo com testemunhas, Demmys teve uma discussão com sua companheira, ex-mulher de um traficante da área, e a empurrou. Alguns mototaxistas presenciaram o fato, foram tomar as dores pela mulher e balearam os irmãos.

As vítimas estavam em um carro modelo Kadett, cor preta e placa JWL 4213, alvejado com quatro disparos no para-brisa. Ele deu entrada na unidade de saúde e foi conduzido ao poli trauma e devido a complicações foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 15h30 de ontem. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), Zona Norte.

Já o irmão de Demmys, César Rodrigues, foi transferido para o pronto-socorro João Lúcio, mesma zona, onde passou por procedimentos cirúrgicos e não corre risco de morte.

Até esta postagem, os suspeitos do crime não haviam sido identificados. O caso vai ser investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS). Depois de receber alta médica César deve prestar depoimento na especializada.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir