Dia a dia

Homem é preso com 2 submetralhadoras e 3 pistolas; armas eram utilizadas no crime organizado

Plácido de Oliveira foi preso em flagrante pelo porte de armas de fogo de uso restrito utilizado por facção criminosa - foto: Manoela Moura

Plácido de Oliveira foi preso em flagrante pelo porte de armas de fogo de uso restrito utilizado por facção criminosa – foto: Manoela Moura

O mecânico Plácido José Assunção de Oliveira, 41, foi preso em flagrante na tarde desta terça-feira (23) pelo porte de armas de fogo de uso restrito. O indivíduo, envolvido com o crime organizado, foi encontrado em uma oficina mecânica localizada na rua São Luiz, segunda etapa do Bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, a ação é planejada há 15 dias, e faz parte de uma linha de investigações com objetivo de reprimir homicídios, roubos e tráfico de drogas na cidade.

Durante a operação, a polícia encontrou duas submetralhadoras, ambas de calibre 9mm, três pistolas PT.40 e uma pistola de pressão, além de 17 munições de 9mm intactas. De acordo com o diretor do Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc), delegado Paulo Mavigner, o armamento seria utilizado por umas das maiores facções criminosas da cidade, para execuções por cobrança de dívidas, etc.

“Pelas investigações, hoje, conseguimos confirmar que o autuado era o responsável pela guarda das armas. Nós conseguimos entrar na residência dele, e encontramos facilmente as 5 armas. As pistolas PT.40 são de uso restrito da polícia, as submetralhadoras 9mm são utilizadas pela polícia federal e das Forças Armadas”, explicou o diretor do Denarc.

Segundo o Diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Juan Valério, operações como essa estão sendo realizadas constantemente com a finalidade de diminuir os índices de homicídio na cidade, referente a execuções e também relacionados a roubos.  Ele explica ainda que apesar das facções dominarem a cidade, eles têm perdido espaço a partir das apreensões de drogas e outros delitos.

“As investigações continuam em andamento, mas em síntese, o crime organizado tem participação de várias pessoas, cada um com uma função bem definida. E hoje, foi flagrada essa pessoa que guarda as armas. Isso, porque há toda uma cadeia de hierarquia e funções dentro dessas facções”, destacou o diretor do DRCO.

Plácido de Oliveira, não possui ficha criminal, ele será autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Após os procedimentos cabíveis, ele será conduzido para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

A ação conjunta envolveu o Denarc, DRCO e a Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai).

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir