Dia a dia

Homem é flagrado no Viver Melhor com 9 quilos de skunk e dupla é presa por tráfico no Japiim

Segundo delegado titular do Denarc, Thiago Tenório, Bruno, que está foragido, é o chefe do tráfico no Japiim e Andrey seria o seu ‘químico’ - foto: Ana Sena

Segundo delegado titular do Denarc, Thiago Tenório, Bruno, que está foragido, é o chefe do tráfico no Japiim e Andrey seria o seu ‘químico’ – foto: Ana Sena

O Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc) apresentou na manhã desta terça-feira (15) em coletiva de imprensa três pessoas envolvidas com o tráfico na capital amazonense. Todos foram presos na tarde de ontem (14).

O primeiro a ser capturado foi João Ribeiro de Almeida Neto, 19, preso por volta das 17h20, na rua Jamandi, bloco 390, conjunto Viver Melhor, no Santa Etelvina, Zona Norte.
O suspeito estava sendo investigado há mais de um mês, por conta de denúncias anônimas dando conta de sua atividade ilegal dentro do residencial.

Após montar campanha, ontem, os investigadores do Denarc encontraram nove quilos de skunk, cocaína e pasta-base, além de duas balanças de precisão, no quarto de João, que foi autuado por trafico.
De acordo com o delegado adjunto do Denarc, Jony Clay Rodrigues, cada quilo de skunk encontrado com o suspeito equivale a R$ 7 mil.

Dupla

Já por volta de 17h30, os policiais do Denarc prenderam o casal Andrey da Silva Leocádio, 21, e Ana Caroline Gomes, 19, ambos desempregados. Eles comercializavam drogas no Beco da Felicidade, Japiim, Zona Sul.

Primeiramente, os investigadores receberam denúncia informando que um homem identificado como Bruno Conte Araújo Brandão, 33, estava produzindo droga no local. Mas ao chegarem, Bruno conseguiu fugir.
Já Ana Caroline, que estava em frente ao portão de uma quitinete, saiu correndo quando viu os policiais. Eles porém pularam o muro e flagraram Andrey, namorado dela, jogando drogas no vaso sanitário.

No local, foram encontradas apenas seis trouxinhas, mas havia uma grande quantidade de material para embalo, o que leva os policiais a crerem que eles já tinham ‘despachado’ a droga recebida.
Segundo delegado titular do Denarc, Thiago Tenório, Bruno, que está foragido, é o chefe do tráfico no Japiim e Andrey seria o seu ‘químico’.

À reportagem, Andrey disse que a droga era sua e confessou que trafica desde os 15 anos de idade.
O rapaz já tem passagens pela polícia não só por tráfico de drogas, mas também por latrocínio (roubo seguido de morte).

Com informações de Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir