Dia a dia

Homem é executado com 11 tiros no Zumbi

Assassinado-zumbi

Daygleiton Lima Paiva, 22, foi executado com cinco tiros no bairro Zumbi dos palmares, na zona Leste. fotos: Josemar Antunes

Daygleiton Lima Paiva, 22, foi executado com mais de dez tiros na noite desta sexta-feira (11), por volta das 21h30, na rua Marcelo Santos, bairro Zumbi dos Palmares 2, Zona Leste de Manaus.

Segundo informações do aspirante Rodrigo Octávio, da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) da Polícia Militar, a vítima estava caminhando na via, quando foi surpreendida por três ocupantes de um veículo cor prata, placas desconhecidas. “Assim que fomos informados pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), a guarnição chegou ao local e encontrou a vítima já morta. Outra equipe fez buscas para tentar localizar os suspeitos, porém, sem êxito”, disse.

Uma testemunha, que preferiu não ter o nome divulgado com medo de represálias, informou que um veículo modelo Palio, cor prata, placas JWW-9142, com três homens, realizavam constantes percursos na rua, até abordar a vítima e efetuar vários disparos de arma de fogo. “O homem ainda tentou correr dos assassinos, mas acabou não resistindo aos vários tiros que lhe atingiram e morreu no local. Após concluir a execução, os homens saíram em disparados pela rua do bairro”, contou a moradora.

A vítima morreu com 11 tiros, na rua Marcelo Santos, Bairro Zumbi 2

A vítima morreu com 11 tiros, na rua Marcelo Santos, Bairro Zumbi 2

Ainda de acordo com a moradora, a morte do homem era atribuída a dois supostos traficantes conhecidos como ‘Rafael’ e ‘Foguinho’, que dominam a área de tráfico de drogas.

A mãe do jovem, Francisca Lima, contou que o filho, antes de morrer, havia passado em sua casa, mas não comentou nada sobre ameaças. “O meu filho, ao chegar à minha casa, brincou com as crianças e em seguida começou a receber várias ligações, e saiu logo depois. Não sei se as ligações tem a ver com o crime”, disse emocionada.

Ainda de acordo com padrasto da vítima, Adalberto Vargas, 55, Daygleiton não tinha mais envolvimento com o tráfico de drogas e já estava frequentando uma igreja evangélica. “Há mais de um ano ele estava fora desse mundo criminoso e seguia as doutrinas da igreja”, explicou.

Após os trabalhos de perícia criminal no local, o corpo da vítima foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e os familiares deverão prestar depoimentos para ajudar nas investigações.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir