Eleições 2016

Hissa descarta apoiar candidatos no 2º turno; para ele, projetos de Arthur e Marcelo não servem ao PDT

Hissa afirmou que estranha algumas alianças formadas rapidamente pelos movimentos políticos após a eleição - foto: Diogo Dias

Hissa afirmou que estranha algumas alianças formadas rapidamente pelos movimentos políticos após a eleição – foto: Diogo Dias

O deputado federal pelo PDT do Amazonas, Hissa Abrahão, convocou a imprensa na manhã desta sexta-feira (7) para declarar que não vai apoiar nenhum dos candidatos que disputam a prefeitura de Manaus nas eleições do segundo turno. O anúncio foi oficializado na sede do partido, localizada no Centro da capital amazonense.

De acordo com o parlamentar, o PDT não tem identidade com nenhuma das propostas apresentadas pelos candidatos Arthur Neto (PSDB) e Marcelo Ramos (PR). “Ninguém da minha chapa quer se aliar a um grupo político ou a outro para pagar dívidas do primeiro turno ou para servir um projeto que não é o projeto do PDT”, revelou.

O ex-prefeiturável pela coligação ‘Novas Ideias, Novo Caminho’ afirmou que estranha algumas alianças formadas rapidamente pelos movimentos políticos após a eleição. “Parece até que já haviam combinado”, informou.

Segundo o deputado federal, os candidatos ao segundo turno não encantam o eleitorado. “A gestão atual, por vários motivos que foram expostos durante a campanha do primeiro turno, não atende aos anseios da população. Do outro lado, temos uma candidatura contaminada com os escândalos de corrupção, principalmente na área da saúde, que vem prejudicando cada vez mais a população”, pontuou.

O ex-candidato concluiu a coletiva dizendo ter sido procurado por representantes de ambas as coligações que concorrem ao segundo turno, mas recusou integrar os convites por conta da “contaminação do jogo político que envolvem a atual gestão municipal, do prefeito Arthur Neto, e o apoio do governo ao candidato Marcelo Ramos”.

Resultado das urnas

Nas eleições de primeiro turno, realizadas no último dia 2 de outubro, Hissa recebeu 27.506 mil votos, totalizando 2,65% dos votos válidos. Apesar da sexta colocação, o político fez questão de agradecer o resultado obtido nas urnas e afirmou que vai continuar trabalhando em prol de melhorias para o povo do Amazonas.

Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir