Política

Hiram Nicolau sai em defesa de Arthur e Omar na CMM

Na avaliação do vice-presidente da casa, Amazonino atacou o prefeito por estar com raiva de ver o “Arthur fazer mais e melhor sem beijar a mão do governo federal, como o próprio Mendes fez – foto: Thiago Corrêa/Dircom

Na avaliação do vice-presidente da casa, Amazonino atacou o prefeito por estar com raiva de ver o “Arthur fazer mais e melhor sem beijar a mão do governo federal, como o próprio Mendes fez – foto: Thiago Corrêa/Dircom

O vice-presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Hiram Nicolau (PSD), usou, ontem, a tribuna do Legislativo para rebater o ex-governador Amazonino Mendes (PDT), que criticou o prefeito Arthur Neto (PSDB) e o senador Omar Aziz (PSD), na semana passada em uma reunião comunitária no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste da capital.

O vereador diz que as declarações de Amazonino chamando Arthur Neto de “prefeito desonesto, covarde, acostumado a enganar e mentir” e ao mesmo tempo acusando o senador Omar Aziz (PSD), dizendo, sem citar nomes, que o atual senador quando governador, “administrou R$ 60 bilhões e, ainda assim, é aplaudido pelo povo”, foram totalmente covardes.

Segundo Hiram, Omar Aziz foi o governador mais votado na história do Amazonas, reconhecido nacionalmente como o melhor governador avaliado do Brasil na sua gestão. “Em sua gestão como governador do Estado, Omar tirou mais de 15 mil pessoas de áreas de riscos de margens de igarapés. Quando eu lembro de área de risco em relação ao Amazonino eu só consigo recordar daquela pobre senhora maltratada por ela ser paraense. Aquele é o retrato do tratamento do ex-prefeito Amazonino quando era gestor, com as pessoas que moravam em áreas de risco”, criticou.

Na avaliação do vice-presidente da casa, Amazonino atacou o prefeito por estar com raiva de ver o “Arthur fazer mais e melhor sem beijar a mão do governo federal, como o próprio Mendes fez”. Hiram Nicolau ainda comparou as duas gestões, dizendo que Amazonino na época que era prefeito não acatou a decisão da Justiça obrigando a reajustar a tarifa de ônibus, “correndo o risco de ser preso por não acatar essa decisão”.

Em 2009 prometeu que não iria reajustar a tarifa de ônibus e quando houve uma decisão judicial ele sequer recorreu, deixando o povo pagar a conta de um reajuste do transporte público. Quem é enganador, mentiroso e covarde?”, questionou Nicolau. Em defesa de Arthur, ele afirmou que o prefeito tucano está todos os dias nas ruas, acompanhando os trabalhos da prefeitura de Manaus como os serviços de recapeamento, inaugurações de Unidades de Saúde e reformas de creches.

Para o vereador, Amazonino poderia ter um final de carreira muito mais digno e tranquilo. “Infelizmente prefere continuar com as antigas artimanhas, os antigos hábitos, que hoje não enganam mais ninguém. Enquanto o prefeito Amazonino continua arrazoando, o prefeito Arthur continua trabalhando por Manaus”, finalizou.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir