Esportes

Guerrero quebra jejum e Flamengo vence por 2 a 0

Uma vitória com sabor especial para o torcedor do Flamengo. Depois de sete anos a equipe rubro-negra voltou a vencer o Atlético-MG em Belo Horizonte. Melhor ainda por ser com gol de Paolo Guerrero, que não marcava desde agosto, quebrando um incomodo jejum de cinco meses. O resultado de 2 a 0, no Mineirão, ainda quebrou uma incomoda sequência de goleadas diante do rival alvinegro.

Até o duelo desta quarta-feira eram 14 gols sofridos pelo Flamengo nos quatro confrontos anteriores com o Atlético-MG. Para completar a noite especial, começar a vitória na Primeira Liga é também um triunfo fora de campo, já que poucos clubes brigam tanto pela competição como faz o Flamengo.

O Atlético-MG, por sua vez, teve chances de fazer um resultado melhor. Especialmente na primeira etapa, quando criou as melhores oportunidades e perdeu até gol sem goleiro. A derrota em casa para uma equipe em formação é uma ducha de água fria, para uma equipe que estava bastante motivada após o bom desempenho no Florida Cup.

Assim como aconteceu nas últimas visitas do Flamengo ao Atlético-MG em Belo Horizonte, a equipe carioca sofreu bastante no primeiro tempo. Mas o jogo válido pela rodada de abertura da Primeira Liga teve uma diferença. A equipe carioca não sofreu gols na etapa inicial. É verdade que a trave, depois de cabeçada de Thiago, e um carrinho de Gabriel, após ótimo contra-ataque puxado por Dátolo e finalizado por Giovanni Augusto, impediram que o Atlético-MG abrisse o placar.

Paulo Victor ainda fez duas boas defesas, em chutes de Dátolo e Giovanni Augusto, até que o Flamengo conseguisse igualar o jogo. Embora a equipe comandada por Muricy Ramalho não tenha criado nenhuma chance clara diante de Victor, os minutos finais do primeiro tempo fora de igualdade, já sem a pressão do Atlético-MG no campo de ataque.

O segundo tempo seguiu como terminou o primeiro. A bola nos pés do Flamengo e o Atlético-MG sem conseguir marcar.

Tanto que o goleiro Victor teve que fazer boas defesas, especialmente nas tentativas de Everton e Guerrero. Se o goleiro atleticano foi bem nos lances anteriores, aos 22min ele não conseguiu impedir o gol de Guerrero, num belo arremate da entrada da área.

Já no final da partida, aos 43min, debaixo de chuva, para lavar a alma, Paolo Guerrero marcou mais uma vez, para sacramentar o triunfo rubro-negro.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir