Cultura

Guerreiros Mura abre nesta sexta-feira o Festival de Cirandas em Manacapuru

A festa das cirandas se estende até o próximo domingo no Parque do Ingá, em Manacapuru- fotos: divulgação

A festa das cirandas se estende até o próximo domingo no Parque do Ingá, em Manacapuru- fotos: divulgação

A partir das 20h desta sexta-feira (28) até o dia 30 deste mês, o município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) se divide em três agremiações para a disputa da 19ª edição do Festival de Cirandas. Os grupos Guerreiros Mura, Flor Matizada e Tradicional levarão para o Parque do Ingá, palco do evento, luxo, garra, beleza, grandes alegorias, divididos em temas que vão da religião à crítica social com reflexão filosófica, passando pela mitologia.

Quem abre a disputa, hoje, é a ciranda Guerreiros Mura, que, este ano, defende o tema ‘Jesus Cristo – O Guerreiro da Salvação’. Durante a apresentação, será contada a história de Cristo, desde o nascimento até a ressurreição. A temática foi escolhida a partir de uma votação que envolveu todos os integrantes, por acreditarem ser um tema vencedor, apesar de um detalhe curioso. “Existe uma espécie de lenda, em Manacapuru, de que quem se apresenta na sexta-feira não ganha. Apesar de a Guerreiros já ter ganho assim, em 2003”, comentou o presidente da agremiação, Rildo Teles. Já amanhã (29), será a vez da Tradicional levar para o Parque do Ingá o tema ‘Mitologia Grega – Deuses e a Criação do Homem’, que, como frisa o presidente Magal Pinheiro, passou por grande pesquisa e esforço em equipe. “Tivemos essa preocupação de ter um embasamento, viramos várias noites pesquisando e elaborando a apresentação”.

ciranda-_Guerreiros-Mura_

Para a missão de encerrar o festival, a missão será da Flor Matizada, que defenderá o enredo ‘Ordem e Desordem – A metáfora da existência’. Segundo o diretor de criação da ciranda, Gaspar Fernandes, a temática está fundamentada nas teorias sobre os mundos físicos e metafísicos, de Edgar Morin, que segue por meio da criação do universo até traçar um paralelo crítico com a atual situação da cidade de Manacapuru. A coordenação do evento estipula um total de 60 mil visitantes nesta edição do festival. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) vai reforçar o policiamento na cidade do rio Solimões.

Orçamento

Apesar dos cortes no orçamento da festa, os grupos folclóricos Guerreiros Mura, Flor Matizada e Tradicional apresentarão a 19ª edição do Festival de Cirandas de Manacapuru com o patrocínio do governo do Estado, por meio da iniciativa privada. Cada uma das agremiações folclóricas de ciranda receberão R$ 600 mil. A verba foi conseguida pelo governador José Melo junto ao Bradesco e a Coca-Cola.

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam), em parceria com o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), intensifica a partir de hoje a fiscalização de transportes intermunicipais com a Operação Festival de Cirandas 2015.

Com o apoio das equipes das polícias Civil, Militar e Federal, Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), entre outros órgãos, serão fiscalizados todos os ônibus rodoviários e veículos de fretamento que partirem da capital em direção à festa.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir