Política

Grupos excluídos do Festival Folclórico de Manaus pedem apoio à CMM

 Entre os questionamentos dos brincantes presentes na reunião desta terça (16) estava a redução no repasse das verbas e o remanejamento das vagas remanescentes do edital – foto: Jamylly Macedo/divulgação

Entre os questionamentos dos brincantes presentes na reunião desta terça (16) estava a redução no repasse das verbas e o remanejamento das vagas remanescentes do edital – foto: Jamylly Macedo/divulgação

Uma comitiva com aproximadamente 17 grupos folclóricos se reuniu, neste terça (16), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), para pedir apoio e uma oportunidade de realizar suas tradicionais apresentações no 56° Festival Folclórico de Manaus.


Após alguns erros no preenchimento da documentação do edital, as danças foram consideradas inaptas para participarem do evento.

O encontro na CMM contou com a participação dos vereadores Arlindo Júnior  (PROS), Jornada (PDT) e Elias Emanuel que é líder do prefeito na casa.

Entre os questionamentos dos brincantes estava a redução no repasse das verbas e o remanejamento das vagas remanescentes do edital, que contemplaria até 60 grupos, mas não chegou a preencher o total das vagas.

O líder do prefeito Arthur Neto na CMM, Elias Emanuel (sem partido) se comprometeu a mediar um diálogo ao final do dia com o secretário da ManausCult, Bernardo Monteiro de Paula.

O diálogo aconteceu na sede da Secretaria de Cultura do Município e, além dos vereadores que receberam a comitiva na Câmara, esteve presente também o parlamentar Júnior Ribeiro (PTN). Durante o encontro, os diretores e presidentes dos grupos tiveram a oportunidade de compreenderem melhor os pontos falhos na documentação.

Uma votação foi feita para decidir se os grupos que não passaram no edital teriam a oportunidade de se apresentar ou não e, ao final, foi decidido que os grupos que ficaram de fora participarão de uma mostra, concorrendo assim um novo edital exclusivo.

Por se tratar de uma mostra, não haverá a possibilidade de competição entre os grupos. Mas, o secretário prometeu até o final da semana confirmar se os grupos da mostra unicamente terão transporte gratuito e garantido para os dias de apresentação no evento, uma vez que não poderão receber o repasse da verba.

Para o vereador Elias Emanuel, esse acordo foi uma vitória para o folclore de Manaus.

“O que nós queríamos com esse encontro era chegarmos a um denominador comum e graças a Deus conseguimos. Infelizmente, por questões legais, não poderemos atender ao principal desejo dos grupos que é a reabertura do edital ou prorrogação do mesmo mas conseguimos garantir a participação deles no festival e consequentemente o direito de concorrer a uma vaga para o evento do ano que vem”, afirmou.

O festival está previsto para começar no próximo dia 3 de julho, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, situado na Bola da Suframa, bairro Crespo, Zona Sul de Manaus.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir