Esportes

Grêmio volta a marcar após 500 minutos e bate Chapecoense em casa

gremio-pedro-rocha-reprodfacebook

Pedro Rocha tirou o Grêmio do jejum de gols – foto: reprodução/Facebook

Foram 500 minutos de bola rolando entre os 34 do segundo tempo do jogo contra o Botafogo, no dia 4 de setembro e os 10 minutos da etapa inicial deste domingo (25), diante da Chapecoense. Mas o Grêmio conseguiu romper o jejum de gols. Pedro Rocha amenizou um começo ruim do time da casa ao fazer o gol da vitória por 1 a 0, pela 27ª rodada do Brasileiro. O placar rompeu marca de sete partidas sem vencer da equipe portoalegrense.

Coritiba, Palmeiras, Ponte Preta, Fluminense e Atlético-PR jogaram contra o Grêmio sem sofrer um gol sequer com a bola rolando. Contando acréscimos, foram 500 minutos de jejum. Mas no segundo jogo sob comando de Renato Gaúcho, a marca teve fim em uma jogada que lembrou o time comandado por ele em 2013: um contra-ataque.

Até porque o Grêmio começou mal. Esteve recuado e abusando de saídas rápidas durante praticamente a partida toda. Mostrou uma mudança radical de conduta em relação ao time comandado por Roger Machado. Abdicou da posse de bola e adotou um “futebol de resultado”.

O resultado de vitória após sete partidas coloca os gaúchos com 40 pontos na classificação, mas ainda longe da linha de classificação para a próxima Libertadores. Já a Chapecoense fica com 38 e cai na classificação.

Pedro Rocha teve duas chances e marcou um gol. No jejum pelo qual passava o ataque gremista, o lance foi suficiente para fazer ele destaque de uma partida em que os setores ofensivos estiveram pouco inspirados.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir