Esportes

Grêmio rompe sina fora de casa, bate o Vitória e sonha com Libertadores

Vitória sofre revés em plena Arena da Amazônia - foto: Francisco Galvão/Vitória

Contra o Grêmio, Vitória sofre revés em plena Arena Fonte Nova – foto: Francisco Galvão/Vitória

Três meses se passaram desde a última vitória do Grêmio fora de casa. A sina distante da Arena, porém, teve fim nesta quarta-feira (5). Com gol de Jaílson, o time tricolor fez 1 a 0 no Vitória e manteve pressão no grupo de classificação para a próxima Copa Libertadores.

Foi em 3 de julho que o 1 a 0 sobre o Internacional simbolizou a segunda vitória do time gaúcho longe da Arena neste Brasileiro. Desde então, apenas derrotas e empates aconteceram. Um retrospecto que freou crescimento na classificação.

Mas a sina teve fim. O resultado desta quinta, com gol de Jaílson, colocou o time gaúcho muito vivo na briga por uma vaga na Libertadores. Com 43 pontos, o Grêmio se manteve dois pontos atrás do Atlético-PR, que venceu a Chapecoense, atual sexto colocado. E, no dia 13, serão os paranaenses os adversários do Grêmio em Porto Alegre.
Já o Vitória para com 35 pontos e deixa de se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento.

Em campo, o triunfo gremista foi consolidado apesar de uma série de chances perdidas. Só Henrique Almeida esteve perto de marcar por três vezes. Mesmo que o Vitória tenha acertado a trave na etapa inicial, os gaúchos poderiam bem ter feito margem ainda maior.

Vitória
Fernando Miguel; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Willian Farias (Euller), Marcelo e Tiago Real (Serginho); Marinho (Vander), Kieza e Zé Love. T.: Argel Fucks

Grêmio
Marcelo Grohe (Bruno Grassi); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jaílson, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha (Wallace Reis); Henrique Almeida (Everton). T.: Renato Gaúcho

Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Auxiliares: Luiz Antonio Barbosa e Marconi Helbert Vieira
Gol: Jaílson, aos 7 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Vander, Kanu, Willian Farias (V), Iago, Kannemann e Pedro Rocha (G)

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir