Cultura

Gravações de websérie amazonense começam no próximo mês

Segundo produtores da série, o grande protagonista é o largo, incluindo cenários como a igreja de São Sebastião – foto: arquivo AET

Segundo produtores da série, o grande protagonista é o largo, incluindo cenários como a igreja de São Sebastião – foto: arquivo AET

A produção e elenco da websérie amazonense ‘Dos fantasmas ao tacacá: uma visão sobre o largo’ acendem novas luzes sobre o início das gravações da websérie, que ainda não tem data definida para a sua estreia.

Baseada no livro do jornalista e ator Antônio Carlos Júnior, as gravações começam na primeira semana de outubro, no largo São Sebastião, usando como locações a igreja de São Sebastião e o Bar do Armando, ambos localizados na rua 10 de Julho.

Segundo o produtor-executivo da obra, Yuri César, a websérie está na última fase de pré-produção e começará a fase de gravações dentro do Teatro Amazonas e da igreja. “Como são muitos episódios, a direção fica por conta de quatro diretores, dois diretores de fotografia, um produtor e alguns chefes de produção”, diz.

A websérie está dividida em dez episódios, de menos 10 minutos de duração cada, e conta com a produção da 602 Filmes em parceria com cinco diretores do grupo Planos em Sequência: Rod Castro, Leonardo Mancini, Moacyr Massulo, Diego Nogueira e Emerson Medina. Os vídeos serão disponibilizados gratuitamente no site YouTube, mas ainda sem data de estreia.

Sobre a veiculação na internet, o produtor Emerson Medina, disse conhecer o universo da rede. “O público do YouTube é aquele que senta para assistir ao produto do início ao fim. Não é como o público da televisão, da telenovela que sai da frente da TV, se distrai. Tudo o que vai acontecer nesta série será do início ao fim. O produto que vamos divulgar, patrocínio, apoios, etc”, afirma Emerson.

Ainda segundo Medina, o próprio largo São Sebastião já é um objeto a mais de divulgação e atuação turística. “O largo é o personagem principal. Esse é um ambiente que muitas pessoas que moram em Manaus desconhece, mas será surpreendente na forma de ver a cidade”, observa Emerson.

No total, são mais de 26 atores, todos manauenses, que exploram os cenários do centro da capital.

Patrocínios
O projeto conta com recursos do Programa de Apoio às Artes 2013 (Proarte 2013), do governo do Amazonas/Secretaria de Estado de Cultura, e do Edital Prêmio Manaus de Audiovisual, lançado em 2014 pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (ManausCult), da Prefeitura Municipal de Manaus.

Por Stenio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir