Política

Graça Figueiredo participará de reunião em Brasília

Graça participará da reunião extraordinária do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil – foto: Ione Moreno

Graça participará da reunião extraordinária do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil – foto: Ione Moreno

A presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo, viaja neste domingo para Brasília, onde participará, na segunda-feira, da reunião extraordinária do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil.

A sessão foi convocada para discutir a proposta do senador José Serra (PSDB-SP) – PL 183/2015 –, que permite que Estados e municípios usem recursos de depósitos judiciais e administrativos. Se a proposta for aprovada, o dinheiro dos depósitos poderá ser usado pelos governadores e prefeitos para pagar despesas, por ordem de preferência, de precatórios judiciais, dívida pública e investimentos.

De acordo com as explicações de Graça Figueiredo, o uso dos recursos dos depósitos garantirá um aporte para Estados e municípios no momento de grande dificuldade provocada pela queda de arrecadação e pelo ajuste fiscal imposto pelo governo federal.

“Se isso acontecer, nunca mais o Poder Judiciário terá esse dinheiro de volta. De acordo com a assessoria do senador paulista, estados e municípios poderão sacar, de imediato, cerca de R$ 21,1 bilhões de recursos em depósitos judiciais. A assessoria do senador estima uma liberação anual, a partir do segundo ano, seja de R$ 1,6 bilhão”, disse a presidente do TJAM.

Reação

A mudança nas regras dos depósitos para Estados e municípios, no entanto, afetará diretamente o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, instituições responsáveis por guardar os recursos.

 

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir