Dia a dia

Governo libera 30% da verba destinada a bumbás de Parintins

Barcos começam a chegar na cidade para Festival de Parintins – Foto: Divulgação

A secretaria de Cultura do Amazonas (SEC-AM) liberou na manhã desta quinta-feira (29), 30% da verba destinada pelo governo do Estado aos bumbás Garantido e Caprichoso no valor de R$ 3 milhões de reais, o que equivale a 900 mil reais. A informação foi confirmada pelo deputado Sabá Reis, (PR) líder do governo na Assembleia do Estado, ao desembarcar em Parintins para prestigiar o evento folclórico.

Sabá, que participou de toda articulação para liberação do dinheiro, juntamente com o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia (PSDB), disse que tão logo a SEC receba a permissão da Justiça, que pode ser por meio de Liminar, o restante do dinheiro será liberado.

Leia também: Recurso de R$ 3 milhões destinado aos bois de Parintins é bloqueado a pedido do Ministério do Trabalho

“Não tem mais nem menos, a parte do governo foi feita. O dinheiro está lá na conta para ser transferido para os bumbás, infelizmente, houve essa situação judicial do bloqueio e aí não tem como o Estado descumprir a medida da Justiça porque senão quem responde é o secretário de Cultura”, afirmou o parlamentar.

Segundo o parlamentar, ainda nesta quinta-feira, os bumbás enviaram à Sefaz e a Sectur parte da documentação necessária para que o restante do dinheiro possa ser liberado.

O Ministério Público do Trabalho pediu o bloqueio de 40% do valor total do repasse dos recursos destinados aos bumbás de Parintins para, segundo a procuradora Fabíola Sampaio, autora do pedido, as diretorias dos bois efetuem o pagamento dos operários que trabalham na construção de alegorias nos respectivos galpões.

Tadeu de Souza
EM TEMPO

Leia também:

Força-tarefa prepara ações para Festival Folclórico de Parintins

David Almeida anuncia investimentos de R$ 5 milhões para Festival Folclórico de Parintins

Aeroporto de Parintins começa a receber os primeiros voos do festival

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir