Dia a dia

Governo disponibilizará prédio para abrigar venezuelanos da rodoviária

David Almeida prometeu abrigar os índios acampados na rodoviária em um prédio no Coroado – Bruna Chagas

O Governador interino do Amazonas, David Almeida, anunciou, no início da tarde desta terça-feira (16), o Plano Emergencial de Ajuda Humanitária aos venezuelanos que estão em Manaus fugindo da crise política e econômica na Venezuela, em especial indígenas da tribo Warao, que invadiram Manaus nos últimos meses.

O anúncio foi feito durante visita que David Almeida realizou aos 382 imigrantes que ocupam as proximidades do viaduto de Flores, ao lado da Rodoviária de Manaus, na avenida Torquato Tapajós.

Entre as medidas do plano, desenvolvido em conjunto entre Governo do Estado e Prefeitura de Manaus, está a transformação do prédio do antigo programa Jovem Cidadão, no Coroado, na Zona Leste, em abrigo para os imigrantes. O governador interino informou que em 48h o prédio deve estar pronto para receber os venezuelanos. “Precisamos tirar essas pessoas do lugar onde se encontram”, frisou.

David Almeida ainda falou que para os venezuelanos que quiserem ficar no Brasil, o governo vai fazer o trâmite do visto com a Polícia Federal. “Vamos agir de forma rápida e célere para que aqueles que querem ficar, tenham o visto e  os documentos”, reforçou.

O plano tem à frente os seguintes órgãos: Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc); Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), Fundação Estadual do Índio (FEI), Fundo de Promoção Social (FPS), além da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Bruna Chagas
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir