Sem categoria

Governador José Melo diz que recorrerá da cassação ao Supremo Tribunal Federal

Melo disse que se recusa a aceitar a condenação por compra de votos- foto: Ione Moreno

Melo disse que se recusa a aceitar a condenação por compra de votos- foto: Ione Moreno

O governador José Melo (PROS) disse que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal (STF) para manter o mandato, que foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por compra de votos. Em entrevista antes da leitura de sua mensagem na Assembleia Legislativa, na manhã desta segunda-feira, Melo disse que respeita a decisão da Corte, mas exercerá seu direito de defesa.

“Nossos advogados vão decidir qual o remédio jurídico que pode ser apresentado. Respeito a decisão da Corte, mas vou usar tudo aquilo que o ordenamento jurídico permite e vou chegar até o Supremo Tribunal Federal porque eu tenho consciência de que foi me negado o direito pleno à minha defesa”, disse o governador.

Melo disse que se recusa a aceitar a condenação por compra de votos. “Decisão judicial, você como indivíduo ou aceita ou recorre dentro do ornamento jurídico brasileiro. Agora, eu vou recorrer a todas as instâncias porque eu tenho convicção que eu fiz uma eleição com 874 mil eleitores que foram votar em mim com uma diferença de 173 mil votos e me recuso a aceitar que 874 mil pessoas do Amazonas tenham vendido seu voto”, declarou.

Durante a coletiva, por volta das 9h45, um homem, identificado como Hinaldo de Castro Conceição, 21, atirou notas falsas de real no governador e gritou: “Pega teu dinheiro, Melo comprador de votos”. O rosto de Melo estava impresso nas notas.

O homem foi detido e levado ao 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Sobre o caso, o governador disse que defende as manifestações pacíficas. “Não aceito desrespeito. Mas todos sabem o movimento que está aí por trás”, declarou.

Por equipe EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir