País

Governador do Ceará diz que Nordeste terá plano emergencial contra a seca

Cerca de 67% dos municípios do Ceará decretaram emergência pela seca que atinge o Estado - foto: divulgação/ABr

Cerca de 67% dos municípios do Ceará decretaram emergência pela seca que atinge o Estado – foto: divulgação/ABr

Um plano emergencial de combate à seca nos estados mais afetados pela estiagem no Nordeste deverá ser anunciado nos próximos dias pela presidenta Dilma Rousseff, disse hoje (20) o governador do Ceará, Camilo Santana, após encontro com Dilma, no Palácio do Planalto.

“Ela [Dilma] já vai anunciar nos próximos dias, não só para o Ceará, mas para outros estados do Nordeste que estão nessa situação, recursos tanto para ações de adutoras emergenciais como para carros-pipa. Isso vai amenizar inicialmente o planejamento que o Ceará fez”, disse.

A preocupação com a estiagem no estado é grande, já que o período de chuvas de 2015 terminou e foi, segundo o governador, o quarto ano consecutivo abaixo da média e a pior recarga dos reservatórios em 17 anos. De acordo com Camilo Santana, o plano é uma resposta às necessidades apresentadas pelos estados, nos últimos meses, para ações de combate à seca que consideram emergenciais e também de longo e médio prazo.

Outro compromisso assumido pela presidenta foi com a conclusão de parte das obras de transposição do Rio São Francisco. “Ela afirmou claramente que será prioridade do governo dela concluir e [fazer] chegar a água do São Francisco até o sul do Ceará até meados do ano que vem”, disse o governador.

Camilo Santana aproveitou, também, a reunião com Dilma para se queixar do “subfinanciamento” dos recursos federais em saúde repassados ao estado. Em 2006, a cada R$ 1,00 recebido do Sistema Único de Saúde, o Ceará entrava com o mesmo valor. Hoje, o governador informou, que a proporção de investimentos do estado é quatro vezes maior.

“Ela compreendeu os números da saúde e recomendou avaliação”, disse. Quanto à divergência entre o volume de recursos repassado aos estados para o setor, Camilo disse que vai aguardar uma resposta da presidenta.

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, também participou da reunião da presidenta Dilma com o governador cearense. Após o encontro, o Ministério da Cidade informou, em nota, que a pasta “apoiará o estado do Ceará na questão emergencial”, por exemplo, com carro-pipa, adutoras de engate rápido e obras estruturantes como o projeto de integração do Rio São Francisco.

 

Por ABr

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir