Esportes

Ginastas serão ouvidos no STJD na próxima terça-feira

Arthur Nory, Fellipe Arakawa, Henrique Flores e Angelo  Assumpção - foto: reprodução/Facebook

Arthur Nory, Fellipe Arakawa, Henrique Flores e Angelo Assumpção – foto: reprodução/Facebook

Os ginastas Arthur Nory, 21, Fellipe Arakawa, 21, Henrique Flores, 24, e Angelo Assumpção, 18, este ofendido pelo que os companheiros de seleção chamaram de “brincadeira”, serão ouvidos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva da ginástica na próxima terça-feira (20).

Os quatro atletas, afastados por 30 dias da seleção, foram intimados após a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) instaurar inquérito para apurar eventual infração disciplinar relacionada ao vídeo com injúrias raciais que eles publicaram no aplicativo Snapchat e, posteriormente, foi divulgado pelo jornal “O Globo”.

Segundo a presidente do STJD, Renata Quadros, o inquérito serve para apurar se de fato houve infração disciplinar capitulada no CBJD [Código Brasileiros de Justiça Desportiva]. “Só depois de concluído é que a procuradoria pode, ou não, dar início a um processo disciplinar”.

Assumpção também será ouvido. Ele já se manifestou a favor dos companheiros de seleção no vídeo de desculpas que publicaram logo após a polêmica. No entanto, mesmo que ele faça um depoimento a favor dos outros atletas -o que é esperado- isso não eximiria os três colegas de responsabilidade do caso.

“O que se investiga é se houve o dolo pela prática de uma infração disciplinar ou se, conforme afirmaram na segunda publicação, tratou-se de brincadeira”, diz Renata Quadros.

O auditor que irá processar o inquérito é Felipe Bevilacqua.

De acordo com assessor jurídico da confederação, Paulo Schmidt, o procedimento está sendo todo realizado pela instância desportiva.

“Nos limitamos na CBG a enviar relatórios gravações etc., e afastá-los preventivamente com corte das bolsas pelo período inicial de 30 dias, diz Schmidt.

“Como não são fatos ocorridos em competição, em tese o STJD não tem competência para julgar direto mas pode apontar infrações para que a CBG as aplique. Mas se a CBG aplicar pena de suspensão, por exemplo, deverá submeter a homologação do tribunal, como manda a Lei”, explica o advogado.

Entenda o caso

Do vazamento do vídeo à punição da confederação de ginástica em cinco dias

Vídeo

O ginasta Arthur Nory, 21 -com Felipe Arakawa, 21, e Henrique Flores, 24-, grava e publica vídeo no aplicativo Snapchat em que fazem injúrias raciais contra Angelo Assumpção, 18

Desculpas

Após divulgação do vídeo pelo jornal “O Globo”, na sexta-feira (15), os três publicam um novo vídeo, ao lado de Assumpção. Dizem que tudo foi uma brincadeira e pedem desculpas ao companheiro

Inquérito

No sábado (16), a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) diz que vai instaurar inquérito para investigar o caso e que encaminhará o resultado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)

Punição

Na segunda (18), o clube Pinheiros diz que vai dar uma advertência a Nory. E, na quarta (20), a CBG anuncia o afastamento deles da seleção por 30 dias e a suspensão dos pagamentos.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir