Saúde e Bem Estar

Genética influência no resultado da cicatrização, afirma cirurgião plástico

      As células que formam a pele têm respostas que variam de acordo com cada área do corpo – Divulgação

Quem passa por uma cirurgia plástica fica preocupado com a marca que ela vai deixar, ou seja, a cicatriz. Em qualquer operação, o especialista tem de cortar a pele. E, depois de realizado o procedimento, é hora de suturar (costurar). Esta etapa é complexa porque, como explica o cirurgião plástico Alexandre Audi, “as células que formam a pele têm respostas que variam de acordo com cada área do corpo e com cada indivíduo”.

Audi acrescenta que outros fatores também interferem nesses “cortes e costuras”. “É preciso realizar o repouso após todas as cirurgias. Os esforços e as tensões na cicatriz, antes da cicatrização completa, podem levar a cicatrizes alargadas e mesmo deiscências, que são os rompimentos dos pontos”, salienta, ressaltando que ainda influenciam no caso as alterações genéticas, em negros e orientais, por terem maior predisposição a desenvolver cicatrizes hipertróficas e queloides.

“Quando o nosso tecido é cortado ou ferido, se inicia o processo de crescimento de novas células na região. Não há o controle de quantas células deverão ser fabricadas para preencher aquela área cortada, podendo produzir mais que o necessário, o que faz com que as cicatrizes, às vezes, se tornem altas, endurecidas, avermelhadas e até dolorosas, o que, infelizmente, foge do controle do cirurgião”, comenta o médico.

Não dá para se comparar a cicatrização em uma abdominoplastia ou mamoplastia, onde se irá retirar excesso de pele, esticar e dar pontos, com à de uma cesariana em que sobra muita pele e não resta nenhuma tensão.

“Na abdominoplastia, em vez de tirar a tensão como no parto, estaremos gerando muita tensão, traremos a pele desde a região do umbigo para uma nova posição. Vamos prendê-la na região do púbis”, pontua.

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir