Sem categoria

Garis do Cacau Pirêra fazem protesto e pedem pagamento de salários atrasados

O grupo fez a mobilização nesta terça- foto:  Diego Janatã

O grupo fez a mobilização nesta terça- foto: Diego Janatã

Sem receber há quase dois meses, um grupo de 20 garis se reuniu em frente à sede administrativa do distrito de Cacau Pirêra, no município de Iranduba (a 9 quilômetros da capital), no fim da tarde da segunda-feira (15), para cobrar os salários atrasados. De acordo com os garis, eles foram contratados temporariamente por três meses, mas receberam apenas por um mês de trabalho.  

Aldemir da Silva, que faz parte do grupo de manifestantes, explicou a situação à reportagem do EMTEMPO Online. “Nós estamos há dois meses sem receber. Começamos a trabalhar no dia 23 de novembro. Só recebemos um mês de pagamento. Desde o dia 23 de janeiro que não recebemos mais nada. De lá para cá a prefeita só promete para o dia seguinte, que nunca chega, ” desabafou Aldemir.

Por telefone, a prefeita Madalena de Jesus (PSDB) fez mais uma promessa de que o pagamento será feito nesta terça-feira (16), às 14h, na sede administrativa do Cacau Pirêra. “Amanhã será o feito pagamento deles (garis). A empresa tem que está com documentos em dias. Não adianta liberar o dinheiro e ter problemas com a  firma no banco.”

A prefeita explicou que ao todo são 20 garis que atuam no Cacau Pirêra e 80  trabalham em Iranduba, totalizando 100 trabalhadores que foram contratados em regime temporário para realizar um mutirão de limpeza nas duas áreas. Todos já foram dispensados após o fim do contrato, iniciado  em 23 de novembro e encerrado   no dia 11 de fevereiro. O grupo agora se mobiliza para receber os honorários em atraso.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir