Cultura

Galeria de Artes da Ufam vai receber encontro inédito de Cultura Pop

 

Blues, rock e funk vão embalar os 40 minutos de show do cantor e compositor AB Groovy – foto: Alberto César Araújo

Blues, rock e funk vão embalar os 40 minutos de show do cantor e compositor AB Groovy – foto: Alberto César Araújo

Várias atrações estão confirmadas para o 1º Encontro de Cultura Pop, na Galeria de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), um evento dividido em duas partes. Nos próximos dias 5 e 6 de junho serão realizadas as palestras e oficina de stop motion (técnica de animação), em horário a confirmar.

Já nos dias 11 e 12 de junho, das 15h às 19h, está prevista uma exposição coletiva com todas as artes envolvidas, como literatura, poesia, artes visuais e música.

Um trabalho diferente que vai ser apresentado é o da DJ Naty Veiga, composto por músicas de 8 bits, tocadas em jogos eletrônicos de vídeo game. De acordo com ela, esse estilo musical pop traz a nostalgia dos jogos.

“É um trabalho novo para tocar em festas e esse formato foi adaptado para músicas conhecidas, e acredito que vai agradar o público, com ritmo dançante, que lembra jogos”, diz ela, citando alguns artistas e canções que ganharam essa nova versão, como “Thriller” de Michael Jackson; “Get Lucky”, do Daft Punk; “Levels”, de Avicii; “Problem”, de Ariana Grande; e “Radioactive”, do grupo Imagine Dragons.

Naty está nessa área há cinco anos e agita a galera das festas rave, desfiles e eventos gerais na cidade. Entre os 40 minutos de show, ela vai apresentar uma produção musical própria chamada “game hits”.

Tradicional e moderno

Outra atração é o projeto AB Groovy, nome artístico de Adriano Brandão Gonçalves, que apresenta músicas eletrônicas autorais, em 40 minutos de apresentação, que envolvem blues, rock e funk.

“É uma mistura de influências tradicionais e modernas, com efeitos de pedais de guitarra, com músicas dos anos 1980 e 1990”, explica o artista, informando que é um estilo pop sintetizado.

Adriano cria uma harmonia de guitarra, com voz e inclui a gaita. Ele comenta que o resultado dos seus discos não é convencional e as pessoas estranham um pouco.

“O que eu estou tentando fazer agora é contextualizar o trabalho para que as pessoas entendam o que eu proponho”, observa. O artista já lançou o CD “Cartas do Estrangeiro”, uma coleção de 12 canções eletrônicas, cujo carros-chefe são “Andar Tranquilo”, “Dia Lindo” e “Insônia”.

Antes de ingressar na carreira solo como AB Groovy, Adriano Gonçalves tocou durante a década de 1990 nas bandas locais Irreverentes do Tibet e Charlie Perfume.

Ele é engenheiro de som formado pelo SAE Institute Barcelona, na Espanha, em 2007, e suas principais referências na música são o garage rock e o punk de 1965, a new wave e o grunge dos anos 90. Atualmente, também cursa Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Por Cintia Melo (Jornal EM TEMPO)

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir