Sem categoria

Fuzileiro naval é executado a tiros em avenida no Distrito Industrial de Manaus

O fato aconteceu por volt a das 9h, na avenida Mário Andreazza - foto: Ana Senna

O fato aconteceu por volt a das 9h, na avenida Mário Andreazza – foto: Ana Senna

O fuzileiro naval da Marinha do Brasil Carlos Afonso Gouveia, 29, foi executado na manhã desta quinta-feira (30) em Manaus, com seis tiros, no momento em que saia do trabalho. O fato aconteceu por volt a das 9h, na avenida Mário Andreazza (BR-319), próximo ao calçadão do Distrito Industrial 1, na Zona Sul da cidade.

Segundo a polícia, um dos tiros atingiu Carlos no rosto, dois nos braços e três no peito. O crime foi cometido por dois homens, ainda não identificados, que estavam em um veículo modelo Corsa Classic, de cor para e placa não informada.

Segundo a polícia, Carlos Afonso tinha acabado de deixar o trabalho e estava a caminho de casa. Ele trafegava em sua uma motocicleta, uma Yamaha Fazer, de cor vermelha, placa PHF-6321, quando foi abordado pelos bandidos.

O carona do Corsa efetuou o primeiro disparo, atingindo a vítima no braço, o que a fez cair em via pública. Em seguida, o homem desceu do veículo e efetuou os demais tiros que mataram o fuzileiro.

O comparsa que conduzia o carro acabou fugindo da cena do crime e deixando para trás o atirador, que também fugiu, em seguida, por dentro de um matagal próximo àquela área.
A Polícia Civil informou que as imagens das câmeras de segurança de uma das empresas próximas flagraram a ação da dupla e vão ajudar nas buscas pelos suspeitos.

Investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) estiveram no local e vão investigar o caso. A primeira suspeita é de que o crime tenha sido passional, já que a vítima estaria sendo ameaçada de morte.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Por equipe EM TEMPO Online
Colaborou Ana Senna

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir