Dia a dia

Fundação Hospital Adriano Jorge inicia atendimento a pacientes que precisam de hemodiálise

O atendimento é voltado a pacientes com doenças renais crônicas que necessitam de hemodiálise - foto: Diego Janatã

O atendimento é voltado a pacientes com doenças renais crônicas que necessitam de hemodiálise – foto: Diego Janatã

A Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) está sendo estruturada, pelo Governo do Estado, para oferecer um novo serviço voltado para o atendimento dos pacientes renais crônicos que necessitam de hemodiálise. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, o projeto está sendo executado em duas fases e a primeira, iniciada em meados de março, já está permitindo atender pacientes que aguardavam pelo tratamento.

“Para iniciar o atendimento imediato, organizamos três enfermarias na estrutura do hospital e já estamos atendendo 31 pacientes/mês. A partir de maio, passaremos a receber 71 pacientes/mês. Paralelamente, estamos avançando nos procedimentos para iniciar as obras de reforma do antigo setor de Tisiologia, onde vamos instalar toda a estrutura da Clínica de Hemodiálise da unidade”, afirmou o secretário. “Iremos ampliando o número de atendimentos conforme a capacidade do serviço. Quando a obra estiver pronta, a capacidade instalada da clínica permitirá atender 300 pacientes/mês. Será o maior centro de diálise do Estado”, acrescentou Pedro Elias. A expectativa, disse ele, é de conclusão da obra no segundo semestre deste ano.

De acordo com o diretor-presidente do FHAJ, Alexandre Bichara, a unidade conta, hoje, com 14 máquinas de diálise funcionando, mas este número será ampliado. Segundo ele, o projeto da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) é preparar o hospital Adriano Jorge para se tornar a referência da rede pública para o atendimento dos renais crônicos, inclusive credenciando a unidade junto ao Ministério da Saúde para realização de transplantes de rim.

Conveniadas – Além da nova frente de atendimento para os renais crônicos representada pelo serviço que está sendo estruturado na FHAJ, a Susam mantém convênio com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) e, ainda, com clínicas especializadas para oferta de hemodiálise. O secretário-adjunto de Atenção Especializada da Capital, Wagner Souza, explica que, atualmente, o quadro de conveniadas é composto por quatro clínicas, que continuam a atender normalmente.

Wagner explica que os convênios para realização de hemodiálise dos pacientes renais crônicos são mantidos com repasses de recursos federais. Apenas uma das conveniadas – o Hospital Santa Júlia – está com atraso nesses repasses. “Mas isso se deve ao fato de que o hospital não apresentou certidões negativas de débito, documentos exigidos para o processo de liberação dos recursos. Mesmo assim, o hospital manteve o atendimento e a informação que temos é que já está resolvendo a questão das certidões, o que permitirá regularizar os pagamentos pendentes”, disse Wagner.

 

Da redação

2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Confira alguns destaques da nefrologia nos últimos dias! - MedLab

  2. Pingback: Destaques da Nefrologia na semana (18 a 25 de abril) - Sociedade Brasileira de Nefrologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir