Economia

Funcionários da Eletrobras Distribuição Amazonas deflagram greve por tempo indeterminado

Pelo menos 300 trabalhadores do setor estão reunidos em barracas na frente da desse da Eletrobrás - foto: colaborador AET

No início deste mês, os trabalhadores fizeram uma paralisação de advertência de 72 horas – foto: colaborador AET

Após não obterem respostas positivas às exigências sobre a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), trabalhadores da Eletrobras Distribuição Amazonas e Eletrobras Geração e Transmissão deflagraram greve por tempo indeterminado desde o início da manhã desta segunda-feira (11).

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado do Amazonas (STIU/AM), Joseirton Albuquerque, o número de funcionários que aderiram à greve chega a mil.

Além de reivindicar pela ACT e pela PLR de 2015, o sindicalista destaca ainda que “os urbanitários pedem a reposição de 9,28% da inflação sobre seus vencimentos e são contra um projeto de privatização que já está em andamento”.

Albuquerque disse ainda que os funcionários não acharam satisfatória a proposta lançada pela empresa e que ainda essa semana será estudada uma nova propositura. “Mas, até lá, manteremos tudo parado”, decretou.

O vice-presidente do sindicato informou também que apenas 30% dos urbanitários estão trabalhando e que a paralisação pode gerar reflexo no abastecimento da capital.

No início deste mês, os trabalhadores fizeram uma paralisação de advertência de 72 horas onde 300 trabalhadores se reuniram em barracas na frente da sede da Eletrobras, na avenida Sete de Setembro, Zona Sul de Manaus.

Em nota, a Eletrobras Distribuição Amazonas informou que a operação do sistema de distribuição, as equipes de plantão, o funcionamento dos postos de atendimento e o serviço de Call Center (0800 701 3001) terão funcionamento normal e não serão afetados pela paralisação dos colaboradores.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir