Esportes

Fred perde pênalti, mas Fluminense vence 3ª seguida e assume a liderança

Com o Fluminense totalmente superior, o jogo que seguiu foi basicamente de ataque contra defesa - foto: Nelson Perez/Fluminense F.C

Com o Fluminense totalmente superior, o jogo que seguiu foi basicamente de ataque contra defesa – foto: Nelson Perez/Fluminense F.C

Ainda invicto com Levir Culpi, o Fluminense venceu sua terceira partida consecutiva no início da noite deste sábado (2), em duelo válido pela quinta rodada da Taça Guanabara. A vítima da vez foi o Madureira, que levou dois gols de Cícero e um de Scarpa e perdeu por 3 a 1 no estádio Moacyrzão.

O placar poderia ter sido maior, não fosse o pênalti desperdiçado por Fred.

O resultado coloca o Flu, ao menos temporariamente, na liderança da tabela. Com a vitória, a terceira seguida na competição, o Fluminense alcança os 11 pontos, encaminha a classificação e ultrapassa o vice-líder Vasco, que soma dez e ainda entra em campo nesta quinta rodada.

Os comandados de Jorginho pegam o Volta Redonda às 16h deste domingo, em São Januário.

O Madureira, por sua vez, segue sem vencer na Taça Guanabara e continua na última colocação da tabela, com apenas um ponto em cinco jogos.

O JOGO

Quem chegou um pouco atrasado acabou não vendo os dois primeiros gols da partida. Logo aos 5 min, Gustavo Scarpa cobrou falta com extrema perfeição, por cima da barreira, e abriu o placar. 1 a 0.

A resposta do Madureira veio no lance seguinte. Em bola cruzada para área, o zagueiro Jorge Fellipe apareceu entre os zagueiros, sozinho, para mandar de cabeça para as redes. 1 a 1.

Aos 23 min, o Fluminense perdeu grande chance de ficar novamente à frente no placar. Marcos Junior cruzou rasteiro da esquerda, a bola passou por todo mundo na pequena área – inclusive por Cícero e Fred – e saiu pela linha de fundo.

Mas três minutos depois, o time de Levir Culpi marcou mais um, no terceiro gol de bola parada da partida. Scarpa cobrou escanteio, Henrique ganhou no alto e Cícero pegou de primeira, de esquerda, para marcar um belo gol. 2 a 1.
Com bom toque de bola e muita velocidade do meio para frente, o Flu por pouco não foi para o intervalo com uma vantagem ainda maior.

Aos 12 min do segundo tempo, Fred teve chance de ouro para acabar com o seu jejum de gols, após pênalti marcado em cima de Giovanni. Mas o goleiro Rafael Santos pulou bem no canto direito e defendeu a cobrança do camisa 9.
Porém, o 2 a 1 durou pouco tempo. Praticamente no lance seguinte, Scarpa pegou rebote pelo lado esquerdo e cruzou na medida para Cícero, dentro da pequena área, empurrar para as redes. 3 a 1.

Com o Fluminense totalmente superior, o jogo que seguiu foi basicamente de ataque contra defesa. Sem ter trabalho para manter a posse de bola, o quarto gol virou questão de detalhe.

Fred teve duas ótimas oportunidades, de cabeça, e cara a cara com Rafael. Na primeira, a bola passou perto da trave. Na segunda, o camisa 9 errou a cavadinha e mandou para fora. O gol do camisa 9 ficou para outro jogo.

MADUREIRA

Rafael, Formiga, Leozão, Jorge Felipe e Ayrton; Willian Oliveira, Resende (Gustavo Onofre), Jéferson (Bruno); Arthur Faria, João Carlos e Carlos Antonio (Paulo Renê)
T.: Alfredo Sampaio

FLUMINENSE

Diego Cavalieri, Jonathan (Wellington Silva), Gum, Henrique e Giovanni; Pierre, Douglas (Danielzinho), Cícero, Gustavo Scarpa e Marcos Junior (Felipe Amorim); Fred
T.: Levir Culpi

Estádio: Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé (RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Renda/público: R$ 33.200,00 / 1.264 pagantes
Cartões amarelos: Resende, Rafael Santos (M) e Fred (F)
Gols: Gustavo Scarpa (F), aos 5 min do 1º tempo; Jorge Fellipe (M), aos 7 min do 1º tempo; Cícero (F), aos 26 min do 1º tempo; e Cícero (F), aos 13 min do 2º tempo

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir