Dia a dia

Fotógrafo do EM TEMPO concorre a prêmio CNT de Jornalismo com ‘BR 319: O caminho da libertação’

diegojanata-foto-ricardooliveira-emtempo

Há 16 anos no ramo fotográfico, Diego destaca a filosofia coletiva implantada na equipe do Jornal AMAZONAS EM TEMPO e afirma que melhor que a conquista do prêmio é a visibilidade dos seus trabalhos – foto: Ricardo Oliveira

O fotógrafo do jornal AMAZONAS EM TEMPO, Diego Janatã, 32, está entre os 30 finalistas da 23ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo. Organizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a premiação inclui as categorias de fotografia, impresso, internet, rádio, televisão, meio ambiente e transporte, que tiveram trabalhos pré-selecionados por uma comissão formada por cinco jornalistas professores de comunicação.

Janatã entra na disputa na categoria fotografia, pela participação no trabalho ilustrativo inserido na reportagem ‘BR 319: O caminho da libertação’, produzido para um caderno especial do jornal em que trabalha. Para a produção completa do material, Diego Janatã passou quatro dias viajando por interiores da Amazônia.

O foco da reportagem foi ‘provocar’ os órgãos ambientais e de infraestrutura, empresas de transportes rodoviário de passageiros para a retomada das obras na BR que, atualmente, apresenta condições precárias de tráfego por estar há mais de duas décadas em situação de abandono.

Há 16 anos no ramo fotográfico, Diego destaca a filosofia coletiva implantada na equipe do Jornal AMAZONAS EM TEMPO e afirma que melhor que a conquista do prêmio é a visibilidade dos seus trabalhos no cenário brasileiro.

“Enfatizo o esforço de todos que participaram da reportagem. Foi um trabalho de grupo. Não estou nessa final sozinho. O Ricardo Oliveira e Emerson Quaresma fortalecem as pautas. É um reflexo da seriedade que nosso setor possui. Fico feliz de poder estar divulgando o nome do jornal”, referenciou o fotógrafo. “Não almejamos prêmios, as classificações são naturais, são frutos dos trabalhos desenvolvidos. Procuramos fazer jornalismo com qualidade e as boas consequências chegam”, citou Janatã, que é maranhense e reside na capital amazonense há 17 anos.

Diego Janatã já disputou vários prêmios na categoria em que atua por todo o país e, em 2002, conquistou o Prêmio Théo Brandão de Fotografias.
Para trazer o prêmio para Manaus, o fotógrafo do EM TEMPO precisa vencer os seguintes concorrentes: Daniel Castellano (Gazeta do Povo), com o trabalho ‘Domingo trágico’; Diomício Gomes de Oliveira (O Popular), com ‘Revolta e caos no transporte’; Domingos Peixoto (O Globo), com a fotografia de ‘O trem nosso de cada dia’ e Lúcio Flávio Pereira Vaz (Congresso em Foco), que disputa com ‘Pontes do atraso’.

Premiação

O vencedor de cada categoria ganhará R$ 35 mil e o grande premiado da noite fatura R$ 60 mil. O resultado final será divulgado pela comissão organizadora em meados de novembro e a entrega da premiação será no dia 7 de dezembro, em Brasília.

A comissão julgadora é formada pelos jornalistas Caco Barcellos (Rede Globo), Celso Freitas (Record), Marcelo de Moraes (O Estado de S. Paulo) e Sheila Magalhães (BandNews), e pelo especialista em transporte Luis Antonio Lindau (WRI Brasil).

João Paulo Oliveira
Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir