País

Forças Armadas enviam efetivo do Norte para atuar nas Olimpíadas do Rio 2016

 As Forças Armadas deverão coordenar as ações contra o terrorismo em parceria com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal (PF) - foto: Agência Brasil


As Forças Armadas deverão coordenar as ações contra o terrorismo em parceria com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal (PF) – foto: Agência Brasil

Quarenta e quatro fuzileiros navais da Marinha Brasileira, que atuam em Manaus, além de dois helicópteros modelo Cougar da frota local do Exército Brasileiro, foram enviados, no último domingo, ao Rio de Janeiro, para atuar durante todo o período dos Jogos Olímpicos 2016. Além deles, 54 militares da Aeronáutica – lotados em Roraima e no Pará -, também reforçaram a equipe de segurança.

A informação foi confirmada pelo Comando Militar da Amazônia (CMA), que destacou que um dos helicópteros foi enviado a Brasília (DF) e o outro a Belo Horizonte (MG). Eles devem ficar à disposição das tropas que precisarem realizar algum tipo de translado.

Segundo o CMA o Exército Brasileiro deve reforçar o efetivo que deverá atuar em Manaus, no período dos jogos, de 5 a 21 de agosto. Entretanto, ainda não foi divulgada a quantidade de militares que atuarão nesse período. Tropas do município de Tefé, e dos Estados de Roraima, Goiânia e do Rio de Janeiro vão auxiliar na defesa da população e dos atletas inclusive, contra eventuais ataques terroristas.

As Forças Armadas deverão coordenar as ações contra o terrorismo em parceria com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal (PF). Para auxiliar a tropa, equipamentos de defesa contra ataques químicos virão do Rio de Janeiro para Manaus e ajudarão a identificar e conter possíveis ameaças.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir