Dia a dia

Força Aérea combate mosquito Aedes Aegypti em Manaus e no interior

Em Manaus foram visitadas residências e estabelecimentos comerciais em bairros como Colônia Oliveira Machado, Educandos, Morro da Liberdade, Raiz, Santa Luzia e São Lázaro - foto: divulgação

Em Manaus foram visitadas residências e estabelecimentos comerciais em bairros como Colônia Oliveira Machado, Educandos, Morro da Liberdade, Raiz, Santa Luzia e São Lázaro – foto: divulgação

Militares de 13 organizações da Guarnição de Aeronáutica de Manaus trabalharam no combate ao mosquito Aedes Aegypti no último sábado (13), em bairros da Zona Sul da capital e alguns municípios do interior.

O objetivo da iniciativa foi conscientizar a população e eliminar criadouros do mosquito. Foram 1300 homens e mulheres da Força Aérea, entre oficiais, graduados e praças, que visitaram residências e estabelecimentos comerciais em bairros como Colônia Oliveira Machado, Educandos, Morro da Liberdade, Raiz, Santa Luzia e São Lázaro.

O trabalho foi realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde Manaus (Semsa). A operação reuniu diferentes pessoas e organizações. No total, 11.220 pessoas estavam envolvidas no combate ao Aedes, sendo 862 voluntários, 4.208 profissionais de saúde e 6.150 militares das três Forças Armadas. O resultado foi a visitação de 82.611 imóveis, o que representou 113, 45% da meta estabelecida.

O Terceiro-Sargento Getúlio Augusto Nascimento Filho visitou imóveis no bairro Educandos e disse ter gostado de participar da missão. “Achei ótimo. Ajudar a proteger a todos das três doenças que o mosquito pode causar. Também foi bom interagir com a população e saber o que eles pensam sobre o assunto e de nossa atuação. Percebi que o pessoal já está envolvido com a campanha”, disse.

Durante as atividades, a população foi receptiva com os militares da Força Aérea. A dona de casa Ivaneide Castro de Aquino disse considerar as visitas uma forma de conscientizar. “Pelo menos, alerta mais as pessoas porque tem gente que deixa tudo sujo, copos e latas jogados. Também incentiva quem não cuida muito da limpeza a querer limpar”, falou.

Encerrados os trabalhos do dia 13 de fevereiro, as ações de combate ao mosquito continuam. Entre os dias 15 e 18 deste mês, os militares da Aeronáutica continuarão nas ruas, das 8h às 17h, nos mesmos seis bairros, terminando de visitar todos os imóveis. Nesse período, a Guarnição de Aeronáutica de Manaus disponibilizará 400 militares por dia para o combate ao Aedes. Ao todo, serão 2.400 homens e mulheres das três Forças Armadas, por dia, nas ruas da capital do Amazonas.

Ações no interior

As ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, pela Força Aérea, não ocorreram apenas na capital do Amazonas. Cidades como Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé também foram cenário de atividades de conscientização e destruição de criadouros do mosquito.

Perto da fronteira Oeste do Brasil, nos municípios de Eirunepé e São Gabriel, por exemplo, a Força Aérea visitou casas e estabelecimentos comerciais.

Em São Gabriel da Cachoeira, 850 km distante de Manaus, militares de três destacamentos da Aeronáutica, sediados no município, participaram da campanha. Na ocasião, quatro comunidades indígenas, localizadas na Estrada do Aeroporto, foram visitadas e mais estabelecimentos comerciais do Porto Camanaus. Os moradores das comunidades visitadas são de várias etnias como Kuripaco, Dessana, Yanomami e Baniwa, por isso, os líderes de cada comunidade acompanharam os militares para traduzir as instruções no dialeto local.

Já em Eirunepé, distante 1159 km da capital amazonense, militares da Aeronáutica e da Marinha do Brasil e 30 agentes de saúde trabalharam juntos e visitaram cerca de 200 casas e estabelecimentos comerciais do município.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir