Sem categoria

Foragido, ex-PM será julgado hoje em Manaus por morte de universitário

O ex-PM está foragido desde de janeiro de 2014, após conseguir liberdade provisória - foto: divulgação

O ex-PM está foragido desde de janeiro de 2014, após conseguir liberdade provisória – foto: divulgação

O julgamento do ex-policial militar Antônio Augusto da Silva Serrão Júnior, 33, acusado de matar o universitário Fábio de Souza Ferreira, 26, em agosto de 2013, no bairro da Raiz, Zona Sul de Manaus, será realizado na manhã desta segunda-feira (27), no Fórum Henoch Reis, Zona Centro Sul da cidade.

O julgamento será presidido pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. O ex-PM está foragido desde de janeiro de 2014, após conseguir liberdade provisória, através de um habeas corpus.

De acordo com o advogado da família da vítima, Maurilio Filho, a expectativa é grande para que o acusado seja condenado.

“Acredito que ele será condenado, devido o resultado do exame de necropsia e pela dinâmica dos fatos. Isso tudo comprovará que houve sim uma execução. Além disso, tempos imagens de câmeras de segurança que comprovam a autoria do suspeito. Pedimos à população que nos ajude a encontrar esse criminoso. O fato dele não estar no julgamento não impede em nada do veredito do juiz”, disse o advogado.

De acordo com a Polícia Civil, no universitário foi morto após tentar impedir que o suspeito agredisse a companheira dele, durante uma festa de aniversário, no bairro da Raiz.

“Fábio tentou apartar uma briga entre o casal e pediu para eles que deixassem a festa. No entanto, Antônio perseguiu a vítima e efetuou três disparos contra o universitário, que foi alvejado na cabeça, na nuca e no peito”, informou Antônio Rondon, na época, titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP).

Quatro dias após o crime, o suspeito se apresentou no 3° Distrito Integrado de Polícia (DIP), alegou legítima defesa e foi liberado por estar fora do flagrante. Porém, as câmeras de segurança da festa e o depoimento de testemunhas fizeram a equipe de investigação da DEHS constatar a intenção de Antônio em cometer o crime. Em seguida ele foi preso novamente, mas conseguiu um habeas corpus e foi liberado, desde então não foi mais localizado.

No dia 28 de abril deste ano, a Polícia Civil divulgou a imagem do ex-PM. Quem souber qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito pode entrar em contato pelos números (92) 3682-5273 ou 3639-3841 da especializada em Capturas e Polinter.

Por Mara Magalhães

1 Comment

1 Comment

  1. marcos frota

    28 de junho de 2016 at 12:39

    Esse cara que matou o rapaz esta escondido no municipio de Coari, ele arranjou uma namorada no beco Conceição na Cachoeirinha (alcunha de Preta) proximo a rua Ajuricada e Borba.

    Ele está na casa de familiares dela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir