Sem categoria

Foragido do CDP é preso após participar de roubo em supermercado na Zona Norte

Isaque confessou a autoria do crime, mas disse que não foi ele quem desferiu a coronhada no segurança - foto: Diego Janatã

Isaque confessou a autoria do crime, mas disse que não foi ele quem desferiu a coronhada no segurança – foto: Diego Janatã

Isaque de Castro Moreira, 23, foi preso na manhã deste domingo (3), após participar, de assalto a um supermercado bairro Manoa, Zona Norte. Conforme a polícia, o suspeito, que é foragido do Centro de Detenção Provisória (CDP), estava com mais três comparsas, entre eles uma mulher.

Eles invadiram o estabelecimento comercial, desferiram uma coronhada em um segurança e depois roubaram um revólver calibre 38. Testemunhas afirmaram que os suspeitos roubaram celulares e pertences de clientes e funcionários, mas nada foi encontrado com Isaque.

Uma funcionária do local que não quis ter o nome revelado, contou que os suspeitos chegaram em uma motocicleta e um carro não identificado e após entrarem no supermercado, ainda se passaram por clientes antes de se aproximarem do segurança, um homem de 30 anos que teve a identidade preservada.

“Eles já foram desferindo uma coronhada na cabeça do vigilante e tomando a arma dele. Logo em seguida, mandaram que todos deitassem no chão e roubaram os celulares dos funcionários e clientes”, relatou.

Nenhuma quantia em dinheiro foi levada do supermercado.

O tenente Ademar Minori, da Força Tática, contou que, após o assalto, Isaque fugiu correndo e os outros comparsas fugiram em uma motocicleta. “Fomos à caça dos suspeitos e recebemos uma denúncia informando que o Isaque estava escondido ao lado de uma residência no beco São Luís, Novo Israel. Com ele nós encontramos o revolver roubado do vigilante. Os outros suspeitos estão sendo procurados”, afirmou.

O caso foi registrado no 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o suspeito ,que estava foragido desde junho do ano passado, foi autuado pelo crime de roubo.

Em depoimento, Isaque confessou a autoria do crime, mas disse que não foi ele quem desferiu a coronhada no segurança. “Fomos lá somente para roubar a arma dele”, finalizou. O foragido foi levado à cadeia pública, no Centro.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir