Dia a dia

Foragido desde 2014, líder do tráfico na Zona Leste é preso pela PC

Carlos foi autuado pelo crime de tráfico de drogas e indiciado por homicídio - foto: divulgação /PC

Carlos foi autuado pelo crime de tráfico de drogas e indiciado por homicídio – foto: divulgação /PC

Suspeito de ser um dos líderes do tráfico de drogas na Zona Leste da cidade, o foragido da justiça Carlos Andrade Correa Pereira, 34, conhecido como ‘Pacu’ foi apresentado pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (5), em coletiva de imprensa realizada na Delegacia Geral.

Ele foi preso na tarde dessa quinta-feira (4), por policiais militares da Força Tática, na rotatória no bairro Armando Mendes, Zona Leste, em cumprimento a mandado de prisão, expedido em outubro de 2014, pela juíza da Vara de Execuções Penais (VEP), Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

De acordo com o titular do 25º DIP, Cícero Túlio, Carlos estava foragido do Complexo Penitenciários Anísio Jobim (Compaj) deste de 2014, onde cumpria pena por tráfico de drogas. Durante as investigações que iniciaram há seis meses o suspeito foi apontado por moradores como um dos líderes do tráfico no bairro Armando Mendes.

No momento da prisão, o suspeito estava conduzindo um carro importado que não teve a placa divulgada e no momento que percebeu a presença da polícia ainda tentou fugir.

O delegado explicou que, além do crime de tráfico de drogas, o suspeito é investigado por envolvimento em, pelo menos, dois homicídios ocorridos na capital.

O primeiro deles é o homicídio de Rafael Costa de Souza, 20, ocorrido em fevereiro de 2015. A vítima foi executada com oito tiros. Além dele, Priscila dos Santos Arcos, 20, que foi morra no dia 27 de janeiro deste ano, atingida com dois tiros no peito. Os dois crimes aconteceram na rua Moto Honda, comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, Zona Leste.

“Testemunhas confirmaram que ‘Pacu’ conta com a ajuda de pistoleiros para a execução dos crimes. Ele, inclusive, teria ido ao velório de Priscila, na tentativa de intimidar os familiares da vítima, para que não o denunciassem”, explicou.

Carlos foi autuado pelo crime de tráfico de drogas e indiciado por homicídio. Após os procedimentos cabíveis, ele será levado novamente ao Compaj, onde ficará à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir