Esportes

Flamengo vence Sport por 1 a 0 em jogo com poucas chances de gol

Com gol de Everton logo aos cinco minutos, o Flamengo venceu o Sport no estádio Raulino de Oliveira, neste sábado (14), para somar seus primeiros pontos no Campeonato Brasileiro de 2016. Em marcha lenta, o time da casa criou pouco, mas ainda assim dominou a segunda metade e não tomou sustos.

O triunfo após dez dias reservados a treinos diminui a pressão sobre Muricy Ramalho, que mostra resultado na primeira rodada do Brasileirão. O próximo compromisso pelo Brasileiro é contra o Grêmio, em Porto Alegre, mas antes disso o rubro-negro recebe o Fortaleza nesta quarta-feira (18), pela Copa do Brasil. Eliminado do mata-mata nacional, o Sport tem a semana livre antes de pegar o Botafogo em casa.

Quatro minutos e 56 segundos foram suficientes para o Flamengo marcar o primeiro gol do Campeonato Brasileiro de 2016. O cruzamento de Rodinei foi mal cortado por Durval, e Willian Arão aproveitou a sobra para novo cruzamento, desta vez na medida para Everton completar.

Por coincidência, foi Everton quem marcou o gol do último encontro com o Sport, também aos cinco minutos, em vitória por 1 a 0. Everton, aliás, fez o primeiro gol flamenguista no Brasileiro do ano passado, mas daquela vez o resultado foi ruim: derrota por 2 a 1 para o São Paulo.

O gol no início deu tranquilidade ao Flamengo, que deixou o primeiro tempo passar mantendo o equilíbrio em um confronto sem grandes emoções.

Quando Rithely foi expulso, o time carioca aproveitou muito bem a condição para ter superioridade numérica em qualquer lugar em que a bola estivesse. Com um pouco mais de capricho nos contra-ataques, teria vencido por mais.

Faltou certa dose de calma para o Sport superar o placar adverso logo nos primeiros minutos. A equipe pernambucana demorou para se acertar e só não levou mais gols por falta de capricho dos atacantes adversários.

Depois, com um a menos, teve enorme dificuldade para transpor a marcação flamenguista e acabou por se entregar nos minutos finais.

Um dos destaques da partida, o colombiano Cuéllar ganhou praticamente todas as divididas que disputou e ainda esteve envolvido na expulsão de um rival. Willian Arão também foi soberano no setor, inclusive dando assistência para o gol de Everton. Sobrecarregada pelo esquema com três atacantes, a dupla de volantes se portou bem.

O esquema com três atacantes tem muito a ser aprimorado mesmo dando resultado. Willian Arão e Mancuello encontraram brechas na defesa do Sport com passes em infiltração, mas as poucas chances deveriam ser melhor aproveitadas por Guerrero e Éverton.

Defensivamente, Muricy acertou ao apostar no jovem Léo Duarte, de 19 anos, que foi seguro ao lado de Juan. De modo geral, o técnico conseguiu fazer com que o Fla não fosse ameaçado durante toda a partida.

Desafeto da torcida flamenguista pelas provocações, Diego Souza foi bastante discreto neste sábado. A atuação do meia reflete a postura do próprio Sport, que se perdeu na marcação adversária e foi quase inofensivo. Nas poucas vezes que apareceu, o camisa 87 do Leão chegou a ser xingado no Raulino de Oliveira.

FLAMENGO

Paulo Victor; Rodinei, Léo Duarte, Juan e Jorge; Cuéllar, Willian Arão e Mancuello (Alan Patrick); Everton, Emerson (Marcelo Cirino) e Paolo Guerrero (Ederson)

T.: Muricy Ramalho

SPORT

Magrão; Samuel Xavier, Oswaldo Henríquez, Durval e Renê; Rithely, Gabriel Xavier, Mark González (Serginho), Diego Souza e Lenis (Túlio de Melo); Vinícius Araújo (Neto Moura)

T.: Oswaldo de Oliveira

Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Cartões amarelos: Guerrero e Emerson (F); Serginho (S)

Cartão vermelho: Rithely (S)

Gol: Everton (F), aos 5 min do 1º tempo

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir