Esportes

Flamengo perde mais da metade de clássicos em 2015

O Flamengo teve um 2015 para esquecer no que diz respeito aos clássicos. Nos 11 duelos oficias contra os principais rivais, o time rubro-negro obteve apenas três vitórias e perdeu seis vezes. Houve ainda dois empates. Os 33% de aproveitamento foram bem abaixo do que os integrantes do clube da Gávea imaginaram no início da temporada.

Como se não bastasse a performance ruim, o Flamengo teve no Vasco o principal algoz. Foram quatro derrotas e eliminações traumáticas no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil. A freguesia no ano deixou torcedores e dirigentes bastante irritados após o 2 a 1 do último domingo (27).

“Falei com os meus companheiros que no passado a gente sempre ganhava [do Vasco] e ninguém falava nada. Isso é futebol, não adianta dar ouvidos. Vamos lutar pelos nossos objetivos”, ponderou o zagueiro César Martins.

Em ampla desvantagem, o Rubro-negro ainda empatou duas vezes com o Cruzmaltino. A única vitória sobre o time de São Januário em partidas oficiais foi em 22 de março. Placar de 2 a 1 no Campeonato Carioca.

Os outros triunfos foram sobre o Fluminense – 3 a 0 no Estadual e 3 a 1 no Brasileiro. O time ainda perdeu para o Fluminense por 3 a 2 e sucumbiu por 1 a 0 para o Botafogo no único encontro entre as partes, já que a equipe alvinegra disputa a Série B do Brasileiro em 2015.

Os clássicos são tradicionalmente reconhecidos pelo equilíbrio. Para o Flamengo, porém, foi um ano para apagar da memória. As derrotas tiraram o time da briga pelos títulos do Estadual e da Copa do Brasil, além de complicarem o objetivo de disputar a Copa Libertadores de 2016. Se vencer clássicos costuma dar um gás extra, o Flamengo desta vez saiu dos duelos com a moral baixa.

“Precisamos ver tudo isso do ponto de vista individual. Cada jogador trabalha e reage de uma forma. Uns sentem mais, outros menos. Vamos tentar solucionar os problemas com cada um e também na questão coletiva”, finalizou o técnico Oswaldo de Oliveira.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir