Esportes

Fla abre vantagem, mas Botafogo arranca empate em inauguração de nova arena

Botafogo e Flamengo fizeram um clássico eletrizante neste sábado (16), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na inauguração da Arena Botafogo, na Ilha do Governador, os donos da casa saíram em desvantagem e até ficaram dois gols atrás do placar na etapa final, mas a equipe comandada por Ricardo Gomes não desistiu, superou a má atuação do setor defensivo e presenteou os torcedores com um empate heroico por 3 a 3.

Com a igualdade no placar, o Flamengo chega aos 24 pontos, assumindo provisoriamente a quarta posição da competição nacional. Já o Botafogo chega aos 17 conquistados, no 14º lugar da tabela.

Na próxima rodada, o Flamengo estreia no novo dia e horário do Campeonato Brasileiro, segunda-feira (25), às 20h (de Brasília), contra o América-MG, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES). Já o Botafogo visita a Chapecoense, domingo (24), às 16h, na Arena Condá.

O meio-campista do Flamengo Everton foi o cara do jogo. Além de abrir o placar com um belo chute no primeiro tempo, ele ainda foi responsável por dar duas assistências na etapa final, para gols de Jorge e Guerrero, respectivamente. No último, anotado pelo peruano, ele não só serviu o companheiro com perfeição como também foi quem roubou a bola no campo ofensivo.

Se o setor ofensivo do Botafogo foi bem na etapa inicial, a parte defensiva deixou a desejar neste sábado. No primeiro tempo, Renan Fonseca falhou dentro da área, e Everton aproveitou. No segundo tempo, além de sair errado no campo de defesa, Sidão colaborou após finalização de Jorge. No terceiro, para variar, mais uma roubada de bola no campo de ataque do Flamengo, desestruturando toda a marcação alvinegra.

Com a ausência do Maracanã e Engenhão por conta dos Jogos Olímpicos Rio-2016, o Botafogo estreou uma nova casa neste sábado. O jogo contra o Flamengo foi realizado na agora Arena Botafogo, o antigo Estádio Luso-Brasileiro, pertencente à Portuguesa-RJ.

A decisão ainda foi marcada por uma polêmica. O clube rubro-negro tinha preferência por atuar em outra praça no início do Campeonato Brasileiro, mas o Botafogo viabilizou rapidamente o espaço e, com autorização dos órgãos competentes e da CBF, teve a vantagem de jogar o clássico em casa.

O JOGO
Apesar de viver situações opostas na tabela de classificação, foi o Botafogo quem tomou conta das ações do clássico. Com mais posse de bola, a equipe comandada por Ricardo Gomes ia chegando aos poucos e só não abriu o placar logo no começo porque a cabeçada de Rodrigo Lindoso, após cobrança de escanteio de Camilo, explodiu na trave de Alex Muralha.

O Flamengo, que quase não chegava ao ataque, então, se aproveitou de um vacilo da zaga para balançar as redes. Aos 23 min, após cruzamento de Mancuello, Renan Fonseca falhou dentro da área e Everton emendou um belo chute para superar Sidão.

Antes do intervalo, no entanto, Diogo Barbosa acertou um lindo chute de fora da área para igualar.

Mesmo sem alterações, o Flamengo voltou melhor que o Botafogo na etapa final e precisou apenas esperar por erros dos donos da casa para pular na frente do placar.

Logo aos 11 min, a equipe alvinegra saiu jogando errado, Jorge roubou, recebeu de Everton, avançou e chutou para desempatar, contando ainda com um vacilo do goleiro Sidão.

Já aos 22, Everton roubou a bola e serviu Guerrero, que bateu na saída do arqueiro.

O Botafogo, no entanto, não se entregou e conseguiu correr atrás de um empate improvável. Aos 34, Luis Ricardo escapou pela direita, Muralha saiu errado e, após cruzamento, Neilton, que entrou no lugar de Pimpão, descontou.

Empolgado com o gol, os donos da casa precisaram de apenas três minutos para buscar o empate. Aos 37, Camilo fez bela jogada pela esquerda e serviu Salgueiro, que girou com categoria sobre a marcação e marcou um golaço.

Logo no primeiro jogo da Arena Botafogo, o clube de General Severiano já pode ter problemas nos tribunais. Isso porque no intervalo do clássico, o árbitro recolheu do gramado um tênis atirado dentro de campo. Já na etapa final, o juiz ainda recolheu um copo plástico, atirado logo após o segundo gol do Flamengo.

TITE

Como já virou costume em partidas do Campeonato Brasileiro, Tite, atual técnico da seleção brasileira, e Edu Gaspar, coordenador da CBF, estiveram nas tribunas da Arena Botafogo, na Ilha do Governador, para acompanhar o clássico carioca.

Vale lembrar que o treinador deve fazer sua primeira convocação somente para as partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo diante de Equador e Colômbia, nos dias 2 e 6 de setembro, respectivamente.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir