Dia a dia

Fiscais notificam ambulantes nas calçadas do Adriano Jorge e do Alfredo da Mata

Fiscais notificam ambulantes nas calçadas do Adriano Jorge e do Alfredo da Mata - foto: divulgação

Fiscais notificam ambulantes nas calçadas
do Adriano Jorge e do Alfredo da Mata – foto: divulgação

Dezessete vendedores ambulantes foram notificados nesta quarta-feira (29) por fiscais da prefeitura de Manaus pela prática de comércio ilegal e ocupação do passeio público em frente às Fundações Adriano Jorge, na avenida Carvalho Leal, bairro Cachoeirinha, Zona Sul, e Alfredo da Mata, na avenida Codajás, também na Cachoeirinha.

O secretário municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados, David Valente Reis, informou que a fiscalização atendeu à solicitação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por meio do Ofício nº1555/2015-GS, cobrando a imediata desobstrução das calçadas de acesso aos hospitais.

O trabalho envolveu 12 fiscais do Departamento do Comércio Informal (Decin), dois agentes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), dois representantes da Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Visa Manaus) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e seis guardas municipais. Os ambulantes tiveram suas bancas lacradas. Nada foi apreendido.

Além da notificação, cada ambulante foi orientado a comparecer às 9h, desta quinta-feira, 30, na sede da Semtef, na rua Carvalho Paes de Andrade nº 140, bairro São Francisco, zona Sul de Manaus, para receber instruções de novas áreas onde poderão ser realocados a partir do próximo mês.

O fiscal da Visa Manaus, Evandro Oliveira, explicou que a venda de guloseimas nas calçadas de hospitais também é uma questão de saúde pública e contraria as normas higiene do Código Sanitário de Manaus. “Eles estão todos irregulares porque os alimentos comercializados não possuem etiquetas, não têm vencimento e procedência, além do ambiente ser totalmente insalubre”, condenou.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir