Dia a dia

Fiscais apreendem kombis fazendo transporte irregular em Manaus

Três veículos foram apreendidos por fiscais do SMTU - foto: divulgação

Três veículos foram apreendidos por fiscais do SMTU – foto: divulgação

Três kombis foram apreendidas na tarde desta quinta-feira (27), após serem flagradas por fiscais da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) realizando o serviço de transporte de passageiros de forma clandestina nas avenidas Santos Dumont e Torquato Tapajós, Zonas Oeste e Norte da cidade. A operação realizada por fiscais de transporte contou com o apoio da Polícia Militar (PM).

Duas apreensões ocorreram nas proximidades do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Os veículos estavam transportando passageiros para o bairro Campos Sales, também na zona Oeste.

No momento da apreensão da última Kombi, na avenida Torquato Tapajós, 15 passageiros superlotavam o veículo. O motorista responsável tentou escapar da abordagem dos fiscais da SMTU, mas foi surpreendido por uma viatura da Polícia Militar que interrompeu a fuga.

A multa aplicada para a prática de transporte não autorizado, conforme estabelecido no art. 34 da Lei n.º 1.779, de 17 de outubro de 2013, é de 40 Unidades Fiscais do Município (UFMs), equivalente a R$ 3.351,20. A lei também determina que nos casos de reincidência a multa seja aplicada em dobro.

De acordo com a chefe da Divisão de Fiscalização da SMTU, Claudete Sampaio, as blitz devem acontecer regularmente em todas as zonas da cidade. “Recebemos várias denúncias sobre transporte clandestino por toda Manaus, por isso, estamos intensificando as fiscalizações. A população pode e deve fazer denúncias sobre qualquer tipo de transporte não regularizado”, disse.

“Realizar transporte de passageiros sem autorização do poder público é uma prática ilegal. Estamos apenas cumprindo a lei. Quem insiste em realizar o serviço clandestino está sujeito a ter o seu veículo apreendido e as multas não são baratas. Nossas operações irão ter continuidade e serão feitas em todas as zonas da cidade”, advertiu o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir