Economia

Financiamento de veículos tem queda de 4,7% no AM

Ao somar 11.218 unidades vendidas a crédito no primeiro trimestre de 2017, o Amazonas foi o segundo Estado que mais financiou veículos na Região Norte, atrás somente do Pará. O volume representa uma queda de 4,7% em relação ao mesmo período de 2016.

Os dados apresentados nesta quarta-feira (19) pela B3 – empresa resultante da combinação de atividades da BM&FBovespa, uma das maiores bolsas do mundo em valor de mercado, e a Cetip, maior depositária de títulos privados da América Latina -, incluem automóveis leves, motocicletas e veículos pesados.

A B3 opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.

Desse total, nos três primeiros meses do ano, foram financiados 8.090 automóveis leves, recuo de 3% na comparação anual, e 2.806 motos, queda de 9,9% na mesma base de comparação

A Região Norte encerrou o primeiro trimestre de 2017 com 65.037 veículos financiados, retração de 4% em relação ao mesmo período do ano passado. Desse total, automóveis leves foram responsáveis por 40.667 das operações, enquanto as vendas financiadas de motos somaram 22.539 unidades.

Nacional

O total de veículos financiados no Brasil no primeiro trimestre de 2017 totalizou 1.208.969 unidades, entre automóveis leves, motocicletas, pesados e outros, aumento de 7,2% em relação ao mesmo período de 2016, segundo o levantamento da B3. Desse total, veículos novos somaram 409.712 unidades vendidas a crédito, enquanto os usados chegaram a 799.257.

Cautela

Para o doutor em educação financeira Reinaldo Domingos, o momento é de cautela na hora de financiar um carro novo. Segundo ele, antes de fazer uma aquisição tão importante, o consumidor deve considerar que os custos de ter um carro vão além das parcelas e da gasolina.“Sonho de consumo de muitas pessoas, especialmente dos jovens, o carro é comumente associado à liberdade e à autonomia. Portanto, antes de comprar, é importante considerar o custo de manter um veículo”, disse.

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir