Dia a dia

‘Fina e elegante’, Marcelaine Schumann começa a ser julgada no 3º Tribunal do Júri, após atraso de uma hora

Ao contrário do que estava previsto, Marcelaine não está usando uniforme de presidiária e sim suas próprias roupas - foto: Ione Moreno

Ao contrário do que estava previsto, Marcelaine não está usando uniforme de presidiária e sim suas próprias roupas – foto: Ione Moreno

Com uma hora de atraso, começou nesta quarta-feira (1), no Fórum Ministro Henoch Reis, o julgamento da socialite Marcelaine Santos Schumann, acusada de mandar matar a estudante de direito Denise Almeida da Silva, 35. Outras quatro pessoas suspeitas de participação na tentativa de homicídio também serão julgadas.

O juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri, que irá presidir o julgamento, explicou como será a ordem das oitivas.

“O procedimento será o mesmo que usamos em outros julgamentos, primeiro vamos fazer o sorteio dos jurados e depois vamos começar a instrução. A primeira a ser ouvida é a vítima, em seguida serão ouvidas as testemunhas do Mistério Público – entre eles os peritos – e a testemunha de defesa, depois vamos interrogar os acusados, separadamente. Depois disso que vamos passar para o debate”.

O magistrado explicou ainda que, prevalente, a instrução criminal irá terminar por volta das 21h. “Por conta disso, irei deixar o debate para amanhã, para preservar os jurados do cansaço”, complementou o Juiz.

Ainda conforme Mauro Antony, o julgamento terá somente um intervalo para o almoço e não existe nenhuma possibilidade de adiamento. A sentença será conhecida somente nesta quinta-feira (2).

“O depoimento da Marcelaine em juízo valerá muito. Tudo que for falado aqui vai contar para conversar ou não os jurados da inocência. As provas que foram juntadas no processo foram arquivadas três dias antes do julgamento, então tudo que estiver nos altos pode ser apresentado aos jurados. O que for anexado no prazo inferior a três dias não pode, é prova ilegal e não será permitido. Têm vídeos, fotos, material da mídia local, tudo isso será usado”, concluiu Mauro Antony.

Defesa
O advogado de Marcelaine, Equinaldo Gonçalves Moura, preferiu não dar muitos detalhes sobre a estratégia de defesa que irá usar, somente comentou que “toda verdade será revelada”. Ele também informou que a única testemunha de defesa que a Marcelaine tinha foi dispensada.

“O que eu posso falar no momento é que tudo aquilo que vem acontecendo desde de novembro de 2014, no caso Marcelaine, será revelado hoje e todos saberão a verdade. Na minha tese de defesa a testemunha não era necessária, dispensei a testemunha”, disse o advogado.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir